Diversidade dá o tom no TUM Sound Festival em Florianópolis

Evento acontece em Florianópolis, entre os dias 3 e 6 de outubro, prestigiando artistas independentes, com mais de 70% das atrações compostas por mulheres, negros, LGBTs e pessoas com deficiência

A música exterioriza os mais diversos sentimentos. Acolhe e abraça todos os públicos, arejando ideias, disseminando novas perspectivas e, sobretudo, conferindo um espaço de fala para grupos que historicamente tiveram suas vozes emudecidas. Tal premissa será compartilhada no TUM Sound Festival, o encontro de música, negócios e empreendedorismo mais importante de Santa Catarina, com calendário repleto de atrações em Florianópolis, entre os dias 3 e 6 de outubro. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas através do site www.tumsoundfestival.com.br .

Na convergência destas ideias, mulheres, negros, LGBT´s e pessoas com deficiência tomaram, literalmente, o line-up do festival, representando mais de 70% das atrações! São mais de 60 atrações entre oficinas, bate-papos e conferências com grandes nomes da cadeia produtiva fonográfica nacional e internacional. Porém, a grande força motriz da programação fica por conta dos showcases – pequenos espetáculos de 20 minutos, cujo objetivo é cativar os representantes de festivais de música, casas de shows e produtores do Brasil e do exterior. No total foram selecionados 26 cantores e bandas independentes, como Mulamba (PR), Tuyo (PR), Cores de Aidê (SC), Bia Nogueira (MG), Orquidália (SC), Rohmanelli (SC), MC Versa (SC), Rhaissa Bittar (SP) e MC Cacau (SC). E como pode-se presumir, mais da metade dos participantes do Tum Sound Festival são oriundos de grupos que historicamente estiveram à margem das oportunidades.

Protagonismo trans: Maitê Fontalva é voz e guitarra da banda Orquidália (Crédito da foto: Olívia Lago)

Entre os personagens que fazem o TUM ser tão diverso está o grupo catarinense “Orquidália”. Reunido nos corredores da Universidade Federal de Santa Catarina, o quinteto tem como voz uma mulher trans, Maitê Fontalva, de 23 anos. “Nós encaramos nosso som como um ato político. Há tempos a música tem sido esse instrumento de resistência, com a representatividade feminina, do povo preto, do povo LGBT. Até alguns anos atrás você não via artistas trans em voga na mídia, expondo suas ideias e seu som. Esse local de fala que todas essas minorias têm conquistado é muito importante mostrar”, ressalta a cantora.

Formada unicamente por mulheres, banda Cores de Aidê celebra o respeito e o direito pela liberdade através do samba reggae (Crédito: Jorge Scherer).

A questão do negro é outro debate presente no festival, especialmente na voz das integrantes do Bloco Cores de Aidê, grupo feminino formando em Florianópolis em 2015. “Na atual conjuntura a música torna-se um instrumento combativo, de comunicação, mais do que lúdico, mais que entretenimento. É reflexivo, tem a capacidade de afetar o outro, de estabelecer esse afeto. Quando a gente assume o compromisso de utilizar o samba reggae como uma linguagem para se comunicar com o público, no sul do país, a gente está propondo falar de corpos invisíveis, para implodir diferentes questões e botar o borde na sala, através da arte. Paralelo às Cores de Aidê, todas as integrantes do grupo têm inclinações sociopolíticas muito interessantes, e isso acaba sempre se aproximando do que a gente faz no palco, no que a gente pensa como espetáculo, do que a gente pensa sobre nossos corpos, o quê a gente quer cantar, no lugar que queremos cantar. Estamos muito atentas à luta antirracista, a igualdade de gênero, a luta contra a homofobia, e todas as formas de opressão que surgem num país tão desigual. Estamos aqui para nos posicionar”, afirma Cauane Maia, integrante do grupo, um dos mais aguardos do evento.

Primeiro rapper deficiente visual de Florianópolis, MC Cacau trabalha com composições que abordam seu cotidiano (Crédito: MC Cacau/ Divulgação)

Outro personagem fundamental na construção do TUM Sound Festival, MC Cacau acredita que esta oportunidade abre portas. No seu caso especificamente isso tem um peso emblemático e real, sendo ele “o primeiro rapper deficiente visual de Florianópolis e do Estado de Santa Catarina”. E estamos falando de uma vivência de 18 anos nas artes, desde o seu envolvimento com o samba, passando pela dança de rua até chegar ao rap. É uma história de resistência e contraponto frente aos tabus, barreiras físicas, sociais e o preconceito. Além de deficiente visual, Cacau é negro. “A esperança é alcançar meu espaço musical e também um caminho para as pessoas com deficiência e que também estão na música. São instrumentistas, compositores e que não têm muito espaço na sociedade na área cultural. Eu sou rapper, mas também trabalho com dança de rua e poucos conhecem o meu trabalho lá fora e com o TUM eu espero que isso chegue aos ouvidos que precisam escutar e os olhos que precisam ver”, poetiza o MC.

Para todxs

Para Ivanna Tolotti, idealizadora do festival, ações de inclusão são fundamentais também no universo da música, especialmente por prestigiar e dar a visibilidade aos artistas independentes, sem distinção de raça, gênero, condição sexual e classe social. “A arte empondera, alimenta a alma, inspira e nos motiva a sermos pessoas melhores. Vivemos um momento de muita resistência onde a intolerância às diferenças tornou-se uma bandeira por conta de forças ocultas e também pelas atitudes políticas inadequadas de desigualdade. Acreditamos que os festivais, pela suas complexidades, são espaços de voz. O TUM se posiciona, reforçando a importância da igualdade do ser, das minorias, com uma curadoria que pauta a inclusão de negros, mulheres e LGBT´s, tanto no palco como nos bastidores. Acreditamos que saímos mais fortes quando a gente se une, somando forças e não rotulando as pessoas”, acredita.

Idealizadora do festival, Ivanna Tolotti, ao centro de preto, com as integrantes da banda Cores de Aidê (Crédito: Jorge Scherer).

PROGRAMAÇÃO GERAL

03/10 – QUINTA FEIRA

10:00 – 12:00 | Master Class | –  Técnica Violonística Aplicada a Diferentes Estilos: Clássico, Flamenco e Popular (Diego Salvetti – PR)

LOCAL: CIC

10:00 – 12:00 | Master Class | O que você Quer Cantar? (Luciana Corrêa – SC)

LOCAL: CIC

10:00 – 12:00 | Workshop | A produção musical como trampolim para o amadurecimento artístico e mercadológico de uma obra, ilustrada pelo backstage do álbum “Maravilhas da Vida Moderna” da banda Dingo Bells” – Marcelo Fruet (Fruet Music – RS)

LOCAL: CIC

14:00 – 16:00 | Painel | Políticas Culturais e Economia Criativa

Em tempos de crise e políticas de corte de verba para a cultura, os convidados irão discutir a música enquanto cadeia produtiva de negócios, debatendo os principais desafios de inserir a economia criativa como uma nova forma de trabalhar a cultura nos dias de hoje.

  • Ana Lúcia Coutinho – Fundação Catarinense de Cultura (SC)
  • Carla Ennes – Secretaria de Turismo Rio das Ostras (RJ)
  • Gilberto Ronconi – Superintendente da Fundação Cultural de Lages (SC)
  • Roseli Maria Pereira – Superintendente da Fundação Cultural

de Florianópolis Franklin Cascaes (SC)

  • Vinícius de Lucca – Superintendente de Turismo de Florianópolis (SC)
  • Rodrigo Araújo – Secretaria de Cultura (SP)

Mediação: Vanderlei Lazarotti – Fundação Cultural de Itajaí (SC)

LOCAL: Cinema do CIC

14:00 – 16:00 | Workshop | Como acelerar sua carreira artística: “Um olhar empreendedor sobre a carreira artística através de ferramentas focadas em Music Business e planejamento de ações”– Márcio Brant (Palco MP3 – MG)

LOCAL: CIC

16:30 – 17:30 | Palestra | DATA SIM: A importância de dados e informações confiáveis para o desenvolvimento do mercado da música no Brasil – Renata Gomes (SIM São Paulo)

LOCAL: CIC

18:00 – 22:00 | Workshop | Pitch para músicos – Eli Moura (Iduna Produções – DF)

Duração: 7.30 horas (Sendo dividida em dois dias).

Descrição: A Iduna Aceleradora apresenta o Workshop de Construção de Pitchs para o setor da música. Empresa especializada em atividades formativas e aceleração de carreiras no setor musical, aplica uma vivência sobre vendas em espaços de mercado com foco na construção de Pitchs, através da aplicação de ferramentas de design estratégico.

Objetivo:

1 – Introduzir a noção de Pitch e todas as suas variações

2 – Apresentação de Roteiro de construção de Pitch no mercado fonográfico

3 – Estruturação de sua proposta de valor

4 – Desenvolvimento de Pitch para cada empreendimento

5 – Dicas de colocação de mercado a partir de cada produto

6 – Avaliação de cada Pitch com polimento sobre o produto final

Limite máximo de participantes: 10 empreendimentos / bandas ou projetos solos

LOCAL: CIC

18:00 – 19:00 | Painel| – ECAD, direitos autorais e streaming: a indústria fonográfica na era digital e as novas formas de arrecadação.

  • Caio Chaim – Malta Valle Advogados (DF)
  • Guilherme Coutinho – Phonolite (SC)

LOCAL: CIC

19:30 – 21:00 | Painel | A importância do rádio na difusão de novos artistas e bandas brasileiras.

  • Fabiana Tomaselli – Rádio UDESC (SC)
  • Daniel Morelo – Programa Sorvetinho – Rádio Universitária FM (ES)

Mediação: Luciano Balen – Programa Sul em Cima e Fonograma (RS)

LOCAL: CIC

19:30 – 21:00 | Workshop | Música, Produção e Tecnologia – Habro Music (Alec Haiat e Samuel Galdino – SP)

LOCAL: CIC

21:00 |Showcases | Noite Oficial de Abertura

– Thiago Ramil (RS)

– Bia Nogueira (MG)

– Quarteto Dois a Dois (MG)

LOCAL: Boteco Bacana (Av. Madre Benvenuta, 1678 – Santa Mônica)

22:00 |Circuito OFF |Curitiba

– Mulamba (PR)

– Orquestra Jabaquara (SP)

– Samuca e a Selva (SP)

LOCAL: Basement Cultural (Benvindo Valente, 260 – Curitiba)

04/10 – SEXTA-FEIRA

10:00 – 12:00 | Master Class | Técnica violonística aplicada a diferentes estilos: clássico, flamenco e popular (Diego Salvetti – PR)

LOCAL: CIC

10:00 – 12:00 | Master Class | O que você Quer Cantar? (Luciana Corrêa – SC)

LOCAL: CIC

10:30 – 13:30 | Rodadas de Negócios |

O TUM Sound Festival, é um evento especialmente realizado para os músicos que desejam ser os grandes empreendedores da sua carreira. Pensando nisso, a atração que não poderia faltar, são as tradicionais rodadas de negócio, evento em parceria com o Sebrae, que contará com a presença de grandes nomes do cenário musical.

Com agendamento prévio entre o artista/empresário e o comprador, pequenas reuniões se tornam um espaço importante para a possibilidade de concretizar negócios e fazer a sua carreira musical decolar.

Confira os profissionais que participarão das Rodadas de Negócios:

1-            Fernando Sousa (Fundação Casa da Música) – Portugal

2-            Eli Moura (Iduna Produções) – DF

3-            Carlos Badia (POA JAZZ) – RS

4-            Marcelo Fruet (FRUET MUSIC) – RS

5-            Raphael Evangelista (D2L Productions) – SP

6-            Daniel Morelo (FORMEMUS) – ES

7-            Deh Mussulini (Festival Sonora e Coletivo ANA) – MG

8-            Carla Ennes (Festival Rio das Ostras) – RJ

9-            Simone Marçal (FORMEMUS) – ES

10-         Barral Lima (UN Music) – MG

11-         Guilherme Tavares (Favela Sounds) – DF

12-         Luciano Balen (Festival Música de Rua) – RS

13-         Paulo André (Festival Abril Pro Rock) – PE

14-         Wilton Paz (Produtor Cultural) – PR

15-         Caio Chaim (Festival Sai da Garagem) – DF

16-         Vanderlei Lazarotti (Festival de Música de Itajaí) – SC

17-         Katia Abreu (SIM São Paulo e Dia da Música) – SP

18-         Laura Lopes (Festival Música Mundo) – MG

19-         Gabriel Turielle – Festival Contrapedal – Uruguai

20-         Rodrigo de Araújo (Secretaria de Cultura) – SP

21-         Mariá Marques (Acid Rock Festival) – RS

22-         Douglas Moiano (Ola Fuerte Festival) – RS

23-         Emílio Monteiro (Festival Revirada) – SC

24-         Manoel Canepa (Antenna Produtora) – RS

25-         Lafaiete Júnior (Palco MP3) – MG

26-         Luciana Simões (Festival BR135) – MA

LOCAL: Hotel Maria do Mar

14:00 – 14:50 | Palestra | Criatividade no Mercado Musical (Bruno OXE – PE)

LOCAL: CIC

15:00 – 16:15 | Palestra | Show me the money! Quais os caminhos para estabelecer uma carreira musical no mercado – (Barral Lima – MG)

LOCAL: CIC

16:30 – 17:30 | Talk Show com ROBERTA SÁ | Um dos diferenciais do Festival, é aproximar artistas consagrados, num bate-papo descontraído, cheio histórias e curiosidades. Imperdível!

LOCAL: Cinema do CIC

17:40 – 18:00 | Showcase |

– Orquidália (SC)

LOCAL: MIS

18:10 – 19:30 | Painel |Festivais e Feiras do Brasil – Conecte-se ao Mercado e conheça as características de alguns dos principais Festivais de Música do Brasil.

De cinco anos para cá o Brasil aumentou consideravelmente o número de eventos de mercado no setor da música. Os convidados irão debater quais são as suas modelagens, ações mais efetivas e impactos dentro da indústria fonográfica.

  • Barral Lima – MARTE Festival (MG)
  • Ivanna Tolotti – TUM Sound Festival (SC)
  • Luciano Balen – Festival Brasileiro de Música de Rua (RS)
  • Paulo André – Festival Abril Pro Rock (PE)
  • Laura Lopes – Festival Música Mundo (MG)
  • Carlos Badia – POA Jazz Festival (RS)

Mediação: Eli Moura – Iduna (DF)

LOCAL: Cinema do CIC

19:40 – 20:00 | Showcase |

– Mamamute (SP)

LOCAL: MIS

19:00 – 21:00 | Master Class | Técnica Vocal e Performance (Carla Domingues – SC) – Participação do pianista Thiago Gonçalves (vagas limitadas)

LOCAL: CIC

19:40 – 20:00 | Showcase |

Rhaissa Bittar (SP)

LOCAL: Teatro Ademir Rosa – CIC

21:00 | Shows Nacionais | Roberta Sá e Banda

LOCAL: Teatro Ademir Rosa – CIC

22:00 | Circuito OFF | Florianópolis

– Boudika (ARG)

– El Sonidero & Fanfarria Insurgente (ARG)

LOCAL: Bro Cave Pub (Rua Padre Roma, 333 – Centro)

22:00 |Circuito OFF |Blumenau

– Mulamba (PR)

– Orquestra Jabaquara (SP)

– Samuca e a Selva (SP)

LOCAL: Don Pub (Rua Alm. Tamandaré, 1220 – Blumenau)

05/10 – SÁBADO

10:00 – 12:00 | Master Class | Técnica violonística aplicada a diferentes estilos: clássico, flamenco e popular (Diego Salvetti – PR)

LOCAL: CIC

10:30 – 13:30 | Rodadas de Negócios | Continuação das rodadas de Negócios Sebrae – Espaço onde compradores (Feiras, Festivais e Casas Noturnas) e vendedores (Artistas, bandas e projetos) se encontram para fazer negócios.

Local: Hotel Maria do Mar

14:00 – 15:30 | Roda de Conversa | Diversidade e inclusão: as novas linguagens musicais e seus desafios.

  • Ivanna Tolotti – TUM Sound Festival (SC)
  • Eli Moura – Iduna Produções (DF)
  • MC Versa – Musicista (SC)
  • Rohmanelli – Músico (SC)
  • Kátia Abreu – SIM São Paulo e Dia da Música (SP)
  • Mariá Marques – Acid Rock Festival (RS)
  • Deh Mussulini – Coletivo ANA e SONORA (MG)
  • Cauane Maia – Cores de Aidê (SC)

Mediação: Guilherme Tavares – Favela Sounds (DF)

LOCAL: CIC

14:00 – 16:00 | Palestra | Uma leitura de como funciona o direito autoral musical no Brasil e os fluxos de pagamento no mercado da música – Guilherme Sampaio (Smart Rights Startup – RJ)

LOCAL: CIC

14:00 – 15:30 | Painel | O mercado da música internacional: Desafios e Perspectivas.

  • Fernando Sousa – Casa da Música (Portugal)
  • Gabriel Turielle – Festival Contrapedal (Uruguai)
  • Paulo André – Abril Pro Rock (PE)

Mediação: Eli Moura – Iduna Produções (DF)

LOCAL: CIC

14:00 – 17:00 | Workshop | PROJETOS CULTURAIS INTELIGENTES: Como fazer seu projeto se destacar em editais de lei de incentivo – (Simone Marçal e Daniel Morelo – ES)

Local: CIC

16:00 – 17:00 |Oficina | Percussão para Crianças “Brincando de Aprender” (Ubrother – SC)

Local: CIC

15:40 – 16:20 | Palestra | Plataforma DALEGIG: nova ferramenta para criação e gestão de tours – projeto premiado pelo START UP SUMMIT SP (Rafael Evangelista – SP)

LOCAL: Cinema do CIC

16:30 – 18:00 | Painel | ELETRO BRASIL – O crescimento da música eletrônica na era do streaming

Temos atualmente um consumo médio de 12 bilhões de streams mensais de música eletrônica no Brasil. Em 2018 chegamos em décimo lugar como o país que mais consome música eletrônica no mundo. Com a Brazilian Eletronic Music no top 5 de gêneros de consumo da música do país desde 2015, o painel propõe uma análise sobre um dos gêneros de maior potencial de mercado dos últimos tempos.

  • Manoel Canepa –  DJ (RS)
  • Júnior Antonini – Produtor Musical (SC)
  • Jean Gengnagel – Estúdio Urbano (SC)
  • Rohmanelli – Músico (SC)
  • Guilherme Tavares – Favela Sounds (DF)

Mediação: Eli Moura – Iduna Produções (DF)

LOCAL: Cinema do CIC

17:00 – 20:30 | Workshop |Pitch para músicos – Eli Moura (Iduna Produções – DF)

LOCAL: CIC

18:00 – 19:30 | Painel | O artista nas redes sociais – como alcançar o seu público?

Serão apresentadas estratégias de marketing dos profissionais convidados e cases de artistas

Consagrados e sua metodologia para a formação, manutenção e ampliação de público.

  • Marcos Espíndola – Jornalista (SC)
  • Fafaiete Junior – Palco MP3 (MG)
  • Márcio Brant – Palco MP3 (MG)
  • Rafaella Rodinistzky – Palco MP3 (MG)

Mediação: Tony Aiex – Tenho Mais Discos Que Amigos

LOCAL: CIC

17:30 | Exibição do Documentário “Na Embolada do Tempo” (Paola Vieira) |Filme sobre a trajetória de Alceu Valença

Local: Cinema do CIC

17:30 – 18:00 | Painel | TUM TUM TUM: imbricações entre Música e Artes Visuais – o que vejo é COR, o que ouço é SOM, o que sinto é EMOÇÃO.

  • Morango Gomes – Consultora de Imagem (RS)
  • Gian Carlo Meneghini – Ghana Branding (SC)
  • Salomão Ribas – Design UFSC e Centro Sapiens (SC)

Mediação: Wilton Paz – Produtor Cultural (PR)

Local: CIC

19:00 – 21:00 | Master Class | Técnica Vocal e Performance (Carla Domingues – SC) – Participação do pianista Thiago Gonçalves (vagas limitadas)

LOCAL: CIC

20:30 |Showcase |

Rachell Luz (SP)

LOCAL: Teatro Ademir Rosa – CIC

21:00 | Shows Nacionais | Alceu Valença e Banda

LOCAL: Teatro Ademir Rosa – CIC

22:00 | Circuito OFF | Florianópolis

– DJ Manoel Canepa (RS)

– Orquestra Jabaquara (SP)

– Samuca e a Selva (SP)

LOCAL: Beer and Pork (R. Des. Pedro Silva, 2019 – Coqueiros)

22:00 | Circuito OFF | Florianópolis

– Sarau as Mina tudo Floripa

LOCAL: Casa de Luanda (Av. Madre Benvenuta, 1636 – Santa Mônica)

04/11 – DOMINGO

11:00 – 22:00 | Feira de Vinil + Food Trucks + Chopp Artesanal + Arte + Grafite + Design + Moda Eco + Oficinas Musicais

12:30 – 13:00 | Apresentação | Rapper MC CACAU

13:00 – 14:00 |Master Class | Técnicas de Percussão – Ubrother (SC)

Showcases

– El Sonidero Y Fanfarria Insurgente (ARG)

– Gui Hargreaves (MG)

– Suco Elétrico (RS)

– MUM (PR)

– Central Sistema de Som (PR)

– Diego Perin (PR)

– Noahs (SC)

– Bárbara Beats (SP)

– Cores de Aidê (SC)

– MC Versa (SC)

– Orquestra Jabaquara (SP)

– Plutão Já Foi Planeta (RN)

– Samuca e a Selva (SP)

– Mulamba (PR)

– Rohmanelli (SC)

– Tuyo (PR)

Horário: 14hs às 22hs

LOCAL: Trapiche da Beira Mar Norte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.