Agressões em Unidades de Saúde em São José

Servidores que atuam em unidades básicas de Saúde de São José estão sofrendo graves agressões físicas e verbais por parte de usuários que não conseguem atendimento. Em alguns casos mais extremos chegam a ocorrer ameaças de morte.

O sistema é insuficiente para atender a demanda no município, principalmente para quem procura por consultas médicas, exames e fornecimento de medicação.

Em um dos casos mais recentes, a polícia chegou a ser acionada após uma funcionária, uma mãe e sua filha, terem sido trancadas numa sala de vacinas em uma das unidades, no bairro Ipiranga. O agressor disse aos que estavam no local, que retornaria com uma arma para “resolver o problema”. Imediatamente a unidade foi fechada e o atendimento suspenso.

Na foto ABAIXO  é possível verificar o cartaz colocado na Unidade Básica de Saúde (UBS) após a ocorrência do incidente.

Agentes da Guarda Municipal de São José têm feito rondas nas unidades para evitar novos casos de agressões e inibir qualquer iniciativa deste tipo. A medida, porém, é apenas emergencial e não está garantida nem mesmo para a próxima semana.

Diante disso, a direção do SINTRAM-SJ está disponível para atender a imprensa e detalhar esta situação. Igualmente a diretora da UBS Unidade Básica de Saúde naquele bairro também estará disponível para falar com jornalistas.

A UBS Bairro Ipiranga está localizada na rua Otto Júlio Malina, bairro Ipiranga, São José. CEP 88.111-500


Enviado por JUMERI ZANETTI

Diretora de Política Sindical e Imprensa do SINTRAM-SJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.