Brasil

Sampa, força da grana e barbárie

Por Guilherme Boulos A esquina da Ipiranga com a avenida São João, imortalizada em versos,…

O que mata mais: as drogas ou a tentativa de reprimi-las?

A situação chegou a tal ponto que essa é a pergunta que deveríamos nos fazer.…

Democracia em crise: a chantagem do agronegócio

Por João Fellet, na BBC Brasil Responsável por uma fatia cada vez maior da economia…

Mundo tem 2 mil bilionários e 1,5 bilhão de esfomeados

Um estudo sobre o aumento do número de bilionários no mundo divulgado semana passada pelo…

Dilma defende regulação da mídia e reforma política

Da Redação.* A regulação econômica da mídia e a reforma política foram defendidas pela candidata…

28 de setembro, Cortejo da Mulher Negra Morta em Aborto Clandestino – Ato pela legalização do aborto – São Paulo

Dia 28.09 é Dia de luta pela descriminalização do aborto na América Latina. Por: Blogueiras…

África

Editorial

Florianópolis, 29 de setembro de 2014.

 A visão sobre o atual governo brasileiro nos países vizinhos é melhor daquela que os veículos progressistas temos no Brasil. Esse fenômeno se repete quando avaliamos governos próximos. Isso por falta de informação ou por centrar a avaliação no marco do interesse internacional mais do que nos reflexos para a população local. No entanto, há veículos progressistas de países irmãos, ou que influem nestes, que formam opinião através de comentaristas brasileiros de setores mais críticos.

 Dentre os veículos progressistas mais lidos na América Latina está o sítio Rebelion.org com centro na Espanha. Na quarta-feira, 24, publicou um artigo de Luciano Wexell Severo, professor da (UNILA) do Brasil.

 O artigo “Brasil entre o ‘keynesianismo envergonhado’ e o ‘neoliberalismo insolente’”, do qual convocamos um trecho, é uma síntese muito oportuna que perfila o pensamento editorial dos veículos progressistas da região, sobre o governo Dilma, dias antes da eleição.

 O trecho diz: “No caso do Brasil, em que pese os imensos avanços no campo social (…) o PT apostou na desmobilização social, na despolitização, na antiluta política, na homogeneização e na pasteurização do discurso e a ação. Desapareceram do debate termos como imperialismo, oligarquia, transnacionais e se ocultou o inimigo número um das últimas décadas: o FMI. Se um extraterrestre chegasse ao Brasil, em setembro de 2014, teria dificuldade para localizar quem é de “esquerda” ou de “direita”. Isso aconteceria porque a cúpula do PT apostou (…) em uma “modernização conservadora”, com o “progresso de todos” e a “governabilidade”.

Este trecho serve de síntese prístina à posição dos veículos progressistas críticos ao governo Dilma na América Latina e Caribe, inclusive do Portal Desacato.info.

 

Post to Twitter Post to Facebook

Desacato Passa Revista

 

 

 

 

Nossa América

A ONU: organismo para a paz?

Por Orlando Balbás, de Cumaná, Venezuela, para Desacato.info La fundación de la organización de naciones Unidas en 1945, fue una necesidad histórica. El fin de la segunda guerra mundial, donde las fuerzas aliadas contra el nazismo derrotó a Adolfo Hitler, permitió contener en la llamada guerra fría, a los dos bloques de influencia geopolítica y…

Brasil e a Corte Interamericana de Direitos Humanos

Por Thiago Buckhart, para Desacato.info. Se por um lado o Brasil se coloca hoje no plano internacional como uma potência econômica e diplomática, por outro o país encontra-se no banco dos réus em virtude da violação de direitos humanos. Já são diversos os casos levados à Corte Interamericana de Direitos Humanos que atestam essa situação,…

Brasil e a Corte Interamericana de Direitos Humanos

Por Thiago Buckhart, para Desacato.info. Se por um lado o Brasil se coloca hoje no plano internacional como uma potência econômica e diplomática, por outro o país encontra-se no banco dos réus em virtude da violação de direitos humanos. Já são diversos os casos levados à Corte Interamericana de Direitos Humanos que atestam essa situação,…

Brasil e a Corte Interamericana de Direitos Humanos

Por Thiago Buckhart, para Desacato.info. Se por um lado o Brasil se coloca hoje no plano internacional como uma potência econômica e diplomática, por outro o país encontra-se no banco dos réus em virtude da violação de direitos humanos. Já são diversos os casos levados à Corte Interamericana de Direitos Humanos que atestam essa situação,…

Brasil e a Corte Interamericana de Direitos Humanos

Por Thiago Buckhart, para Desacato.info. Se por um lado o Brasil se coloca hoje no plano internacional como uma potência econômica e diplomática, por outro o país encontra-se no banco dos réus em virtude da violação de direitos humanos. Já são diversos os casos levados à Corte Interamericana de Direitos Humanos que atestam essa situação,…

Mundo

Mafalda, o filme

Mundo tem 2 mil bilionários e 1,5 bilhão de esfomeados

Um estudo sobre o aumento do número de bilionários no mundo divulgado semana passada pelo…

Síria, Rússia e Ocidente

Por Nora Fernández Espino. Será que ninguém se toca de que faz um ano a…

Espionar para Israel ou morrer em Gaza

Por Khaled Alashqar. Gaza, Palestina – “Se quer viver e receber tratamento médico tem meu…

Leitura Crítica

O que mata mais: as drogas ou a tentativa de reprimi-las?

A situação chegou a tal ponto que essa é a pergunta que deveríamos nos fazer.…

EUA: um Estado terrorista inimigo da humanidade

  Por  Miguel Urbano Rodrigues, de Vila Nova de Gaia, Portugal. O chamado Estado Islâmico-ISIL,…

Paralelos entre o antipetismo e o anticorintianismo

Por Nicolas Chernavsky, Culturapolitica.info. Nos últimos anos, finalmente os corintianos conseguiram superar as barreiras para…

Brasil e a Corte Interamericana de Direitos Humanos

Por Thiago Buckhart, para Desacato.info. Se por um lado o Brasil se coloca hoje no plano internacional como uma potência econômica e diplomática, por outro o país encontra-se no banco dos réus em virtude da violação de direitos humanos. Já…

Cultura