Brasil

Apresentador do SBT é detido por racismo

O apresentador do SBT de Maringá, Lourival Santos, foi detido por racismo na final do…

Sancionada lei que reforça convivência de filhos com pais presos

Por Ana Raquel Macedo. Pais ou mães que cumpram pena em presídio têm, a partir…

O golpe contra os trabalhadores

Por Paulo Fontes. Em recente editorial no qual reconhece que o apoio ao golpe de…

Comunidade indígena lança campanha para demarcação terras indígenas Guarani de São Paulo

Mais de dois mil indígenas, em três pequenas aldeias, que juntas, não chegam a 54…

A hipocrisia das CPIs e do uso político dos escândalos

Provavelmente nenhuma das CPIs anunciadas levará a nada, por uma singela razão: todas elas entram…

O que diz o processo do caso do helicóptero dos Perrella, tratado na Justiça de “Helicoca”

Por Joaquim de Carvalho. O repórter Joaquim de Carvalho está mergulhado na história da apreensão…

África

Editorial

Florianópolis, 8 de abril de 2014.

Ontem comemoramos o Dia do Jornalista no Brasil, data criada pela Associação Brasileira de Imprensa em homenagem a Giovanni Battista Libero Badaró. Nunca, como hoje, foi mais fascinante e trágica esta profissão. Nunca foi mais importante e nunca mais vulgarizada; jamais mais fácil e inviável de exercer.

Os jornalistas passaram da ditadura cívico-militar à ditadura das redações. A notícia tornou-se espetáculo, o jornalismo, divertimento. A informação, doutrina uniformizadora; a opinião, um gênero sumário e o editorial, um empório de bajulações ao mercado e seus administradores e gerentes. A pauta, um contínuo de propaganda neoliberal e o estagiário, um ‘profissional’ da correia de precariedade da função. A escravidão e a demissão, uma lógica diária que não importa à sociedade, porque a atomização da ideia é um foco de atração que escurece a razão. A morte violenta de um jornalista, uma notícia menor.

A facilidade de acesso à informação deveria revalorizar a profissão de jornalista. No entanto, boa parte da categoria, organizada ou não, do mesmo modo que os monopólios regionais, resolve seus conteúdos com base nos circuitos de audiência, deixando de lado a formação pedagógica, construtora e transformadora da sociedade. Não se deve renunciar à responsabilidade pelo conteúdo, não é da audiência essa responsabilidade, é do jornalista e do veículo que a publica.

A despolitização da intenção editorial facilita que a profissão de jornalista se deturpe, se apequene, se fragilize e se torne escrava do mercado e do discurso único. O esconderijo da ‘objetividade’ é um atalho para a omissão. Isto, com ou sem tecnologia, porque a tecnologia jamais ocupará o lugar da ética profissional e do pensamento.

Quem sabe amanhã, ressuscitará o jornalismo pleno e não serão as ferramentas um fim, nem a tecnologia uma plataforma para desinformar ou substituir o profissional do jornalismo.

Post to Twitter Post to Facebook

Café com Polêmica Web TV

Apoio Cultural

Apoio Cultural

Desacato Passa Revista

Nossa América

Amor livre e emancipação na Revolução Russa

No livro “Mulher, Estado e Revolução”, historiadora norte-americana afirma que a sociedade bolchevique colocou em prática ideais ainda almejados nos dias de hoje Por Marsílea Gombata. Antes mesmo da revolução sexual dos anos 60, a ideia de amor livre já rondava a sociedade russa. Em 1917, quando os bolcheviques chegaram ao poder, o norte de…

Ocupação Amarildo Florianópolis se muda para a Palhoça!

URGENTE – OCUPAÇÃO AMARILDO FLORIANÓPOLIS INICIA MUDANÇA PARA PALHOÇA – 19:15 hCoordenador da Ocupação Amarildo de Souza – Florianópolis Pepe Pereira confirma a Desacato.info por via telefônica que se inicia o translado dos moradores até o terreno temporário na Palhoça. As necessidades que motivaram um chamado à tarde foram produto de apressar a estrutura de…

Ocupação Amarildo Florianópolis se muda para a Palhoça!

URGENTE – OCUPAÇÃO AMARILDO FLORIANÓPOLIS INICIA MUDANÇA PARA PALHOÇA – 19:15 hCoordenador da Ocupação Amarildo de Souza – Florianópolis Pepe Pereira confirma a Desacato.info por via telefônica que se inicia o translado dos moradores até o terreno temporário na Palhoça. As necessidades que motivaram um chamado à tarde foram produto de apressar a estrutura de…

Ocupação Amarildo Florianópolis se muda para a Palhoça!

URGENTE – OCUPAÇÃO AMARILDO FLORIANÓPOLIS INICIA MUDANÇA PARA PALHOÇA – 19:15 hCoordenador da Ocupação Amarildo de Souza – Florianópolis Pepe Pereira confirma a Desacato.info por via telefônica que se inicia o translado dos moradores até o terreno temporário na Palhoça. As necessidades que motivaram um chamado à tarde foram produto de apressar a estrutura de…

Ocupação Amarildo Florianópolis se muda para a Palhoça!

URGENTE – OCUPAÇÃO AMARILDO FLORIANÓPOLIS INICIA MUDANÇA PARA PALHOÇA – 19:15 hCoordenador da Ocupação Amarildo de Souza – Florianópolis Pepe Pereira confirma a Desacato.info por via telefônica que se inicia o translado dos moradores até o terreno temporário na Palhoça. As necessidades que motivaram um chamado à tarde foram produto de apressar a estrutura de…

Mundo

Leila Khaled, ícone da luta palestina, afirma resistência e luta pela libertação

Leila Khaled integra a Frente Popular pela Libertação da Palestina (FPLP) e ficou conhecida por…

Ucrânia: Donetsk se move

Está em andamento uma operação obviamente de algum modo coordenada, na oblast [província] de Donetsk,…

Ucrânia: O dilema de uma crise

Editores de ODiário.info.- Na Ucrânia, a crise, longe se encaminhar para um desfecho positivo, tende…

Leitura Crítica

O que se pode aprender com o maior estudo já feito sobre estupro

Por Lola Aronovich. Enquanto escrevia um dos vários posts sobre os resultados da pesquisa do…

Em defesa da guerrilha do Araguaia*

 Por Augusto C. Buonicore.**  Até muito recentemente a grande tarefa que cabia às forças progressistas, especialmente…

Em Gilberto Freyre, Brasil como presente da comida

Por que “Casa-Grande & Senzala” ajuda a compreender, também, papel da alimentação no desenho dos…

Marco Civil da Internet: “A guerra recém começou”

O texto do Marco Civil foi aprovado na Câmara dos Deputados, garantindo uma versão mais alinhada à proposta construída pela sociedade civil em um extenso debate, desde 2009, sobre o tema. Entretanto, a matéria ainda precisa ser aprovada pelo Senado…

Cultura

Twitter