Vereador pede suspensão de disciplina sobre o ‘golpe’ na UFBA

Líder do DEM na Câmara Municipal de Salvador, o vereador Alexandre Aleluia ingressou com uma ação popular na 16ª Vara Federal pedindo a suspensão da disciplina “Tópicos Especiais em História: O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil”, que será ofertada pelo Departamento de História da UFBA neste semestre.

Para o vereador, a disciplina, que também será ofertada em outras universidades como a UnB e a Unicamp, é uma “afronta ao povo brasileiro” e contribui para uma suposta agenda ideológica dentro do ambiente acadêmico.

“Não é novidade que as universidades estão aparelhadas e que servem quase que unicamente para formar militantes e não pensadores. O que ocorre na Ufba é uma afronta ao povo brasileiro que paga impostos para que haja ensino e pesquisa realizados seriamente. A universidade deve debruçar-se sobre os fatos, a realidade e estudá-la. Mas a disciplina em questão impõe um delírio como realidade”, avaliou.

Na ação, Aleluia aponta ainda o “tom de ato puramente político e provocativo” da postagem do professor Carlos Zacarias, que foi removida do Facebook, que dizia que “golpista ia pirar”.

+ Seis universidades terão curso sobre o Golpe

“Eu defendo a autonomia universitária e é exatamente por fazer essa defesa que vejo que a universidade não deve estar subordinada a um partido e à sua agenda. Reitor, diretores de unidade e professores anulam essa autonomia quando entendem ser normal criar uma disciplina para defender o PT”, apontou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.