Segundo pesquisa, 35% do público negro votaria em MV Bill para presidência da república

Rapper, morador da Cidade de Deus no Rio de Janeiro, tem músicas de denúncia do racismo e da violência sofrida pela população negra

Por Pedro Borges.

O rapper MV Bill tem o apoio da população negra. De acordo com a pesquisa Afrodescendentes e Política, feita pelo Painel BAP, 22% do público negro votaria em MV Bill e 13% com certeza votaria no rapper para o cargo de presidente da república.

Luanna Téfilo, coordenadora da pesquisa, vê com naturalidade uma possível candidatura de MV Bill e outras personalidades negras.

“O sistema político privilegia pessoas que tem mais visibilidade e que podem angariar votos mais facilmente”.

Ainda segundo o estudo, 28% dos entrevistados poderia votar ou não, 12% provavelmente não votaria, 19% não votaria em hipótese alguma e 6% não soube responder.

MV Bill participa da articulação da Frente Favela Brasil (FFB), partido que tem como missão representar os interesses da comunidade negra e periférica. O rapper esteve inclusive presente no registro do partido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 30 de agosto de 2017.

De acordo com o próprio partido, a FFB surgiu inspirada “na luta pelo protagonismo e pelo reconhecimento da dignidade da pessoa negra, dos moradores de favelas, dos pobres do campo e das periferias do Brasil”.

Informações apuradas pela equipe de reportagem do Alma Preta, porém, indicam que MV Bill não deverá ser candidato para as eleições de 2018.

A pesquisa, realizada entre 17 e 27 de novembro de 2017, foi feita na cidade de São Paulo. Foram ouvidos 1.607 eleitores nas diferentes regiões da cidade. 9% dos entrevistados moravam no centro, 16% na zona norte, 21% na leste, 24% na oeste e 30% na sul.

O nível de confiança do estudo é de 95%, com a margem de erro de 3%. A pesquisa foi quantitativa e entrevistou pretos e pardos, o que segundo o IBGE compõem o grupo racial negro, com mais de 16 anos de idade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.