Projeto de Lei destaca atividades maçônicas em São Miguel do Oeste/SC

Publicado em: 29/11/2017 às 12:33
Projeto de Lei destaca atividades maçônicas em São Miguel do Oeste/SC

Redação

Foto: Portal da Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste

A Câmara de Vereadores, em sessão esvaziada, como mostra a foto do sítio da instituição, aprovou nesta terça-feira, a criação do “Dia Municipal do DeMolay”. O projeto de lei que institui a data é de autoria do vereador Cláudio Barp (PMDB). O PL 131/2017 coloca no calendário do município de São Miguel do Oeste a data de 18 de março como o “Dia Municipal do DeMolay”.

Ou seja, a mesma Câmara que dias atrás queria mudar o Mês da Consciência Negra, agora aprova um projeto de lei que visa incluir na cultura migueloestina uma tradição maçônica norte-americana.

Veja quem são e de aonde vêm a Ordem:

Ordem DeMolay é uma sociedade discreta criada por Frank Sherman Land a partir princípios filosóficos, fraternais, iniciáticos e filantrópicos, para jovens do sexo masculino com idade compreendida entre os 12 e os 21 anos. É uma organização para-maçônica fundada nos Estados Unidos, em 18 de Março de 1919, pelo maçom Frank Sherman Land patrocinada e mantida pela Maçonaria, oficialmente desde 1921, que na maioria dos casos cede espaço para as reuniões dos CapítulosDeMolays e Priorados ou conventos da Ordem da Cavalaria – denominações das células da organização.

A Ordem é inspirada na vida e morte do nobre francês Jacques DeMolay, 23º e último Grão-Mestre da Ordem dos Templários, morto em 18 de março de 1314 junto a 3 de seus preceptores por contestar as falsas acusações de prática de diversas heresias como infidelidade à Igreja, sodomia, adoração de ídolos etc. Pode-se acreditar que o motivo de tais acusações fosse a ambição do Rei Filipe IV, o Belo e o Papa Clemente V, pelas posses da Ordem dos Templários, pois em caso de prisão, os bens do acusado passariam a pertencer ao Estado francês.

Deixe uma resposta