O que tu indica? | Primavera num espelho partido

O livro de Mario Benedetti fala sobre exílio, mas também sobre o “desexílio”, a readaptação dos que retornam ao lar

Imagem: Reprodução
Por Louise Xavier

“Quando

com as tuas mágicas mãos de fada

e as mãos do povo,

quando sobre a terra

o fogo e o amor

tocarem os teus bailarinos

pés de nácar

quando tu,

Primavera,

entrares

em todas

as casas dos homens,

amar-te-ei sem pecado (…)”

Pablo Neruda”

Mario Benedetti, no ano de 1982, faz alusão a este poema de Pablo Neruda em sua obra: Primavera num espelho partido. A liberdade, que pode ser traduzida de diversas formas, aqui se materializa através da primavera. O livro de Mario Benedetti fala sobre exílio, mas também sobre o “desexílio”, palavra que o mesmo inventou para caracterizar a volta, a readaptação dos que retornam ao lar, ou não. Entre as trocas de cartas de Santiago, um preso político uruguaio, com sua companheira Graciela, exilada na Argentina, seu pai e sua filha, nós leitores adentramos nas lembranças mais profundas de militantes e suas famílias, caminhamos pelas “calles” do Uruguai, Argentina e um pouco em Cuba, locais onde o escritor se exilou durante a ditadura em seu país.

Porém não se faz necessário romantizar quem são esses militantes, limpando nossas lentes a respeito dos “heróis”, o autor descreve brilhantemente o dia a dia do grupo revolucionário.  Benedetti é um dos romancistas mais prestigiados da América Latina atual, mesmo período de Juan Carlos Onetti. Mario é muito conhecido pelos seus poemas. Um livro curto, porém avassalador, que merece ser lido em tempos de barbárie, para se fazer lembrar que após o inverno vem a primavera, mas para isso precisamos nos preparar para sua chegada.

O espelho quebrado é a história, com suas rupturas sempre árduas para o povo. Mario Benedetti tece sobre esse período com a sensibilidade de quem sentiu o “Viento del exilio” e a delicadeza de quem constrói diariamente “Yesterday y mañana”.

*Louise Xavier é militante do Levante Popular da Juventude

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.