Manifestação da comunidade senegalesa de Florianópolis dia 07 de abril

senegaleses

Por Janaína Santos.

No dia 07 de abril de 2017, 6a feira, às 14:00 a comunidade senegalesa de Florianópolis irá se reunir na frente da Catedral para uma manifestação pacífica contra a violência policial de que tem sido vítima há algum tempo. Cansados de esperar que a situação melhore, resolveram contar publicamente os sistemáticos abusos, maus tratos e agressões que tem vivenciado. Além disso uma denúncia formal foi feita à Defensoria Pública da União e um inquérito será aberto.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), de 1948, da qual o Brasil é signatário, no seu artigo 1º afirma que “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. (…)”. No seu artigo 13 dispõe que “1.Toda a pessoa tem o direito de livremente circular e escolher a sua residência no interior de um Estado;  2.Toda a pessoa tem o direito de abandonar o país em que se encontra, incluindo o seu, e o direito de regressar ao seu país”.

Estamos vivendo um momento em que os grandes deslocamentos de pessoas pelo mundo, fugindo de guerras, da fome, da falta de perspectiva ou apenas em busca de uma vida melhor, apesar do extremo sofrimento e vulnerabilidade em que se encontram, vem encontrando discursos de ódio, intolerância e preconceito. Não podemos deixar estes sentimentos crescerem e se espalharem. Precisamos transformar Florianópolis numa cidade acolhedora a todas as populações migrantes, assim como Santa Catarina.

A comunidade senegalesa possui diversos vídeos e fotografias que registram os atos violentos, que incluem violações a domicílios, violência física e verbal, racismo, entre outras. A comunidade, que em sua maior parte obtém seus rendimentos através da venda informal de produtos na cidade, salienta que todos estes produtos são comprados em outras cidades para serem revendidos, todos eles tendo procedência, o que deixa claro que não se trata de produtos roubados ou de procedência duvidosa. São todas pessoas honestas que, na condição de imigrantes (documentados) ou refugiados procuram se sustentar honestamente e ajudar a sustentar a família em seus locais de origem. Da mesma forma, todos pagam aluguéis, pagam impostos locais e apresentam um comportamento extremamente educado mesmo diante de tantas violências.

Foto: Senegaleses na Argentina sofrem o mesmo problema de racismo. http://cdrproductora.com/web/?p=3275

Você precisa estar logado para postar um comentário Login