Descaso com a Saúde Pública

 No dia 03 de março a minha mãe com 83 anos de idade, professora aposentada do estado, que prestou 32 anos de serviço para educação.

Ela deu entrada no Hospital Regional com uma fratura de fêmur necessitando de uma cirurgia urgente.

Foi bem atendida pelo Dr. Paulo Roberto Ribeiro, excelente médico, muito atencioso e prestativo, profissional do tipo que todos desejamos neste tipo de serviço.

O atendimento duas enfermeiras e técnicos em enfermagem também foi ótimo.

No entanto, passamos por um período de 17 dias de espera guardando a cirurgia.

Por duas vezes o médico marcou a ida dela ao centro cirúrgico, e ela ficou em jejum por mais de 12 horas aguardando ser chamada, entretanto a mesma foi cancelada pela seguinte alegação: O hospital possui dois equipamentos chamados intensificador de imagem, equipamento necessário para esse tipo de cirurgia. Um fica na cardiologia e o outro na ortopedia, o da ortopedia encontra-se quebrado ha 50 dias.

Por isso, algumas das cirurgias ortopédicas só são realizadas quando a cardiologia compartilha esse equipamento, que é essencial para os dois setores.

Ao saber do cancelamento pela segunda vez, me dirigi ao SAC- Serviço de Atendimento ao Cliente,  onde obtive a informação que o Hospital já fez a solicitação ha 50 dias a Secretaria de Saúde do Estado, sem sucesso até o momento.

Fica aqui registrado a minha indignação contra o Governo do Estado, que deixa passar todo esse tempo para resolver um problema emergencial como esse. Essa negligencia põe em risco a vida das pessoas que precisam desse atendimento emergencial.

Além do empasse do SC Saúde que não nos da muita opção para outro atendimento.

Infelizmente não encontramos o atendimento completo neste Hospital Público. Para as pessoas que precisam deste, principalmente idosos como a minha mãe.

Acredito que não foi a falta de empenho do Hospital Regional, mas constato a falta de compromisso do Governo do Estado com a saúde publica.

Para mim esse fato não é somente um caso de polícia, mas sim um caso de justiça.

É por isso que escrevi essa carta para tornar o caso publico e quem sabe sensibilizar as autoridades competentes e quem sabe elas possam fazer valer o nosso direito a saúde como garante a Constituição federal , bem como, o respeito ao estatuto do idoso.

Atenciosamente,

Maria das Graças Silva

Sao Jose, 21 de março de 2012.

1 COMENTÁRIO

  1. vc. esta certa em tudo, este governo do estado, esta fazendo pouco caso do servidor publico, com este plano de saude que inventou,eu preciso fazer fisioterapia neurologica, por problemas de saude, e estava fazendo, já a nove anos na mesma clinica,sendo que com o novo plano a clinica não esta atendendo,liguei e eles me falaram quem esta atendendo fisio, liguei e fui informada que não atendiam fisio neurológica,e onde liguei a fisioterapeuta, que é uma clinica de cirurgia plástica cobra particular e não pelo plano, isto é uma vergonha, onde esta o governador do estado.acho que esta fazendo que nem o antigo presidente que não sabia de nada. acho que nas próximas eleições esta na hora do povo dar a resposta, não joguem merdas nas urnas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here