Cuba mantém elevado desenvolvimento humano apesar do bloqueio

Publicado em: 27/11/2011 às 18:56
Cuba mantém elevado desenvolvimento humano apesar do bloqueio

O Fundo de População das Nações Unidas assegurou que Cuba conta com um desenvolvimento equivalente ao avanço de um quarto de século, se comparado aos demais países da América Latina e do Caribe.

Isla Mía .

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA em inglês), na apresentação do Informe sobre o Estado da População Mundial 2011, além de analisar o fato de que o mundo chegou aos 7.000 milhões de habitantes, assegurou que Cuba é a nação com mais alto desenvolvimento humano latino-americano, chegando a afirmar que conta com um desenvolvimento equivalente a um quarto de século de avanço em relação aos demais países da América Latina e do Caribe.

Isso ocorre devido aos baixos níveis de mortalidade do país, a elevada esperança de vida, seu acesso à saúde e educação, sua saúde sexual e reprodutiva, e os indicadores de envelhecimento de sua população, todos com valores similares e, inclusive, maiores aos de nações industrializadas.

Com respeito ao enfoque sobre os 7.000 milhões de pessoas no mundo, a UNFPA não só evidenciou dados demográficos, como também o aprofundamento das problemáticas sociais e econômicas que implicam no crescimento da população, onde se alguns questionamentos foram levantados: De que maneira reduzir as lacunas entre ricos e pobres e retificar as desigualdades entre homens e mulheres, e entre meninos e meninas?  Ou ainda: Como alcançar que as cidades sejam lugares aptos para viver?

O documento mostrou os grandes contrastes sociais e as necessidades de trabalharmos unidos pelo progresso, como, por exemplo, a questão da natalidade. Enquanto nas nações européias mais industrializadas nascem 1,5 crianças por mulher, na África – de alarmantes indicadores sócio-demográficos e grande pobreza –, nascem cinco bebês por mãe.

Esta conquista de Cuba se soma a sua reconhecida luta contra o racismo, a desnutrição infantil e sua comprovada qualidade em todos os níveis de educação.

Tradução: Maria Fernanda M. Scelza (PCB)

Informe completo en español

http://www.unfpa.org/webdav/site/global/shared/documents/SWP_2011/SP-SWOP2011.pdf

 

Relacionado

http://islamiacu.blogspot.com/2011/11/cuba-mantiene-puesto-elevado-en-el.html

6 Comentários para "Cuba mantém elevado desenvolvimento humano apesar do bloqueio"

  1. SAULO   28/11/2011 at 05:27

    Que mentira, olha o Uruguay 3 posições acima.

    Responder
    • Tali Feld Gleiser   28/11/2011 at 09:58

      Tem razão. O Uruguai está acima. Já encaminhei a observação para quem traduziu o artigo. Mesmo assim é o segundo país. E para ser um país bloqueado há 50 anos não está nada mal. Tô mudando a manchete. Obrigada! Tali Feld Gleiser.

      Responder
      • Daniel   29/11/2011 at 16:36

        Com base no Human Development Index (HDI), Cuba está atrás da Argentina. Já com o Nonincome HDI( 0.904), Cuba está na frente até de muitas nações desenvolvidas.

        Responder
  2. Marcelo   28/11/2011 at 00:49

    POEMAS SEM LETRAS – Por Silva, empregado dos Andradas.
    Sem Caminho
    Que dirás dessa juventude?
    Caminhando sem caminhos,
    Caminho não encontrará,
    Vivem sem rumos e perdidos,
    Nunca o norte achará.
    É terrível ver tantos meninos,
    Que junto às meninas a de acompanhar,
    Para sem nada no tumulo findar.
    Quanta energia se gasta,
    Para caminho nenhum encontrar,
    Meninos cheirando,
    A pólvora a de sossegar.
    Era para a letra mostrar o caminho,
    Mas letra não combina com menina,
    Nem com menino que pai não cria,
    Menino não sabe o caminho,
    O pai não vem buscar.
    O Mestre ganha pouco pra mostrar,
    Parece que a vida deu-lhe um único destino,
    O caminho errar.
    O grandão pra se safar,
    Põem o menino pro conselho levar,
    O juiz, é só um menino,na rua pode soltar,
    Na minha casa não pode ficar.
    Meninos que nasceram quando Hiroshima derreteu,
    Acreditaram que a foice e o martelo um caminho ia dar,
    Hoje governam sem o caminho mostrar.
    Os padres tudo queriam dar,
    Mas em seus caminhos não puderam a todos refugiar.
    Então resolvi me matar, mas coragem não pôde achar,
    O melhor a fazer é me castrar.
    Alguém ai, me mostre o caminho para os meninos orientar, a escola nem de cola consegue ensinar.

    O caminho parece que achei,
    Foi um dia chegando bem sorrateiro,
    Debaixo da janela fiquei,
    Ouvi a receita no conselho da escola o caminho avistou,
    Professores em passo de mágica,
    No caminho o menino ponhou,
    Aumenta um pouquinho aqui,
    Tira um pouquinho dali,
    Os meninos no caminho vão colocar,
    Fora da escola na idade certa tem que estar,
    Os meninos perderam o trilho,
    Não adianta ficha gastar,
    Aumenta a nota ai professor, pra fora o menino temos que mandar,
    Se não o governo nossos salários irá abaixar.
    Pra fora o menino não vou mandar,
    Mas um ano aqui irá ficar,
    Quem sabe o caminho pode achar.
    Democracia, todos decidiram pra fora mandar,
    Você tem que acatar.
    Na TV um ser esta a esbravejar,
    Foi o menino que o caminho não quis achar.
    Leva pro delegado pra que posso registrar,
    O doutor não quis fichar, falta uns dias pra masmorra encontrar
    Lá o caminho o encontrará,
    Velas, sua mãe carregara.

    Responder
    • Tali Feld Gleiser   28/11/2011 at 09:49

      Leia o que diz no artigo. Obrigada!

      Responder
  3. ANTONIO SILVEIRA   27/11/2011 at 21:12

    o embargo dos yanks não deu certo! mesmo assim o povo cubano é referncia em saúde e desenvovimento social, imagina se levantarem o embargo,talves seja o medo de serem ameaçados, que faz com que os americanos insistam com esta politica idiota de quer isolar que é contra o seu dominio.

    Responder

Deixe uma resposta