Boitempo lança portal Enciclopédia Latinoamericana

Destinado a estudantes, professores, pesquisadores e ao público em geral, portal disponibiliza mais de mil verbetes em plataforma de acesso gratuito.

Boitempo lança portal Enciclopédia Latinoamericana

Acesse o portal clicando aqui.

A Latinoamericana: enciclopédia contemporânea da América Latina e do Caribe é uma enciclopédia diferente das outras, e dizer isso não significa minimizar a contribuição que outros dicionários de cultura possam ter, mas destaca uma qualidade que foi definitiva para que esta publicação ganhasse o Prêmio Jabuti de Melhor Livro de Não-Ficção de 2007: trata-se de um projeto ambicioso, que busca dar conta de uma ampla gama de temas e de todos – absolutamente todos – os países e territórios da América Latina e do Caribe, para oferecer uma visão crítica abrangente e múltipla do último cinquentenário de sua história. Escrita por mais de cem autores (entre eles, alguns dos mais respeitados intelectuais contemporâneos), a obra acaba de ganhar uma plataforma na internet, disponibilizada para o público que terá acesso gratuito a mais de mil verbetes, publicados na íntegra.

A ideia é que o portal Enciclopédia Latinoamericana (http://latinoamericana.wiki.br/) promova o compartilhamento de saberes e esteja à disposição de estudantes, professores e pesquisadores que dependem de uma fonte segura para fazer os seus estudos. Na passagem da versão física para a versão eletrônica os verbetes foram atualizados (e alguns novos foram inseridos), levando em consideração os acontecimentos dos últimos anos.

O portal foi lançado com o propósito de ampliar um conteúdo que até então só existia na edição em papel, incorporando as facilidades proporcionadas pelo meio digital e ampliando o alcance de sua leitura. Outro aspecto que marca a Latinoamericana é – nas palavras de Ivana Jinkings, diretora editorial da Boitempo e coordenadora da obra impressa junto com Emir Sader, Carlos Eduardo Martins e Rodrigo Nobile – a sua relação com “a luta de resistência ao neoliberalismo e de resgate do continente com todas as suas dimensões históricas e culturais, políticas, econômicas e sociais”. “As centenas de autores e colaboradores aqui reunidos, todos incluídos na tradição do pensamento crítico e independente, refletem a criatividade, a diversidade e a riqueza das análises da América Latina e do Caribe”, acrescenta.

O que mais chama a atenção na enciclopédia, entretanto, é que ela não é um compilado de dados e curiosidades sobre a cultura dos países abordados, mas um conjunto de ensaios com personalidade, razão pela qual não deixa de ser também uma obra autoral.

Publicação pioneira, que contou com a participação de Álvaro García Linera, Ana Esther Ceceña, Aníbal Quijano, Atilio Boron, Edelberto Torres-Rivas, Eduardo Galeano, Emir Sader, Fernando Martínez Heredia, Flávio Aguiar, Francisco de Oliveira, Gerardo Caetano, Héctor Alimonda, Luiz Alberto Moniz-Bandeira, Marcio Pochmann, Marco Gandásegui, Néstor García Canclini, Pablo Gentili, Ricardo Antunes, Theotonio dos Santos, Tomás Moulian, Vivian Martínez Tabares, Wilson Cano e muitos outros autores, a Latinoamericana tem ainda o mérito de reunir um contingente plural e qualificado, como raras vezes se viu em um empreendimento cultural.

Portal da Enciclopédia Latinoamericana (banner)


Ficha técnica
Equipe de atualização: Carlos Eduardo Martins, Emir Sader, Fernanda Morotti, Gilberto Maringoni, Marcio Pochmann e Monica Rodrigues
Edição dos textos na versão impressa: Aluizio Leite Neto e Antonio Roberto Espinosa
Edição do portal: Gerson Sintoni e Celia Regina B. Ramos
Pesquisa iconográfica: Vanessa Lima
Programação: Simples Consultoria
Coordenação administrativa: Elaine Ramos
Apoio: CAF Banco de Desarrollo de América Latina, Fundação Ford e Petrobras

Fonte: Blog da Boitempo.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login