Trabalhadores de SC entregam à Fiesc proposta de reajuste do Piso Salarial Estadual

Fiesc

Entrega da pauta dos trabalhadores aconteceu 22/10 na Fiesc. Dia 5 de novembro inicia negociação pelo reajuste do Piso Salarial Estadual

Lideranças sindicais dos trabalhadores entregaram à assessoria jurídica da Fiesc, federação patronal de Santa Catarina, em Florianópolis, na manhã de terça-feira (22), a pauta de reivindicações para a renovação do acordo coletivo sobre o reajuste anual do Piso Salarial Estadual. Conforme a Lei, a vigência dos novos valores deve ser a partir de 1º de janeiro de 2014. A primeira rodada da negociação está agendada para o dia 5 de novembro, na Fiesc e o objetivo é haver um “esforço de convergência” entre as partes. Diferentemente do que ocorre nos estados do Paraná e Rio Grande do Sul, onde os projetos são encaminhados pelos governos estaduais para aprovação da Assembleia Legislativa, em Santa Catarina, todos os anos, o reajuste é resultado de acordo entre trabalhadores e patrões.

Os trabalhadores reivindicam a equiparação do Piso Salarial Estadual aos valores praticados no estado do Paraná, onde a menor faixa salarial está em R$ 882,59 e a maior, em R$ 1.018,94. Em Santa Catarina, os valores atuais das quatro faixas salariais são os seguintes: R$ 765,00 R$ 793,00 R$ 835,00 e R$ 875,00. O diretor sindical do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-econômicos), Ivo Castanheira, lembra que a negociação com a classe patronal “é um processo de paciência” e que já “evoluiu bastante, porque hoje a Fiesc entende o compromisso de negociar o reajuste do piso salarial estadual”. Quanto à possível equiparação aos valores do Paraná, Castanheira lembra que a situação da economia dos dois estados não é diferente e que “para equipararmos os valores, de verdade, Santa Catarina deveria aprovar um patamar ainda maior, porque a data-base no Paraná é no mês de maio”.

As entidades sindicais prosseguem com a coleta de assinaturas para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular que pode assegurar o reajuste automático do Piso Estadual – são necessárias 60 mil assinaturas. Além de Ivo Castanheira, pelo lado dos trabalhadores, participaram do encontro o presidente da CUT, Neudi Giachini e a secretária geral, Anna Júlia Rodrigues, e os representantes da Força Sindical, Miguel Padilha, e da Federação dos Trabalhadores de Alimentação, Defendente Thomazoni. Ainda pela manhã, os dirigentes sindicais protocolaram a pauta de reivindicações nas federações patronais do Comércio, dos Transportes e da Agricultura.

Fonte: DIEESE – SC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.