Boicote à ocupação israelense

Rede de supermercados anuncia boicote a produtos de colônias israelenses

Uma das maiores redes de supermercados do Reino Unido, a cooperativa Co-op, anunciou anunciou neste final de semana que não importará mais os produtos agrícolas cultivados nas colônias judaicas da Cisjordânia.

Já há alguns anos que varejistas britânicos etiquetam os produtos com origem em assentamentos israelenses. Contudo, esse é o primeiro caso de ruptura com os fornecedores da região. A Agrexco, cujo principal cliente é a União Europeia, é a maior companhia de produtos agrícolas de Israel e está entre as mais afetadas.

A decisão resultou da forte pressão de grupos pró-palestina que atuam no Reino Unido. Entretanto, em anúncio à imprensa, o grupo Co-op faz questão de ressaltar que esse não é um boicote completo e que continuará a adquirir os produtos de Israel desde que sejam criteriosamente cultivados ou produzidos dentro da Linha Verde, a fronteira de Israel definida a partir do fim do conflito com árabes em 1949.

Em 2009, o ex-primeiro-ministro britânico Gordon Brown determinou com as grandes redes varejistas do país que os produtos — manufaturados ou não — importados de Israel deveriam trazer uma etiqueta que deixasse claro se vinham de Gaza ou da Cisjordânia ou do território determinado pela Linha Verde. À época, Israel se recusou a seguir essas diretrizes e iniciou uma tensão comercial com o Reino Unido.

Fonte: http://operamundi.uol.com.br/

Foto: Newscast.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.