Projeto de auxílio para profissionais da cultura pode ser votado hoje

O projeto de lei que prevê um auxílio para profissionais da cultura e espaços culturais afetados pela pandemia pode ser votado hoje na Câmara dos Deputados.

O ator Guilherme Calzavara na sessão da peça Roda Viva no Theatro Municipal, em janeiro deste ano. Foto: Jennifer Glass/Divulgação/Oficina.

O Projeto de Lei (PL) 1.075/2020, chamado Lei de Emergência Cultural, prevê que profissionais da cultura, sejam artistas ou técnicos em produções culturais receberiam um salário mínimo, no valor de 1.045 reais, por mês até o fim da quarentena.

Espaços culturais receberiam 10 mil reais por mês pelo mesmo período. Como contrapartida, os espaços culturais que receberem a ajuda teriam que oferecer eventos mensais para estudantes de escolas públicas durante um ano, após a reabertura.

Além de atividades de lazer e de constituir parte fundamental na formação das pessoas, a cultura emprega hoje cerca de 5 milhões de pessoas no Brasil e é um dos setores mais atingidos pelas medidas de isolamento social.

Artistas como Tonico Pereira e Elisa Lucinda se manifestaram a favor do projeto, enquanto outras como Fernanda Paes Leme e Zélia Duncan criticaram a agora ex-secretária especial da Cultura Regina Duarte.

O setor da cultura já era um dos mais atacados pelas políticas obscurantistas de Bolsonaro e da extrema direita, que buscavam censurá-la de diferentes maneiras, desde proibir espetáculos aos cortes de financiamentos. Por ser um setor que comumente necessita de aglomerações para promover suas atividades, é agora uma vez mais atingido pelas necessárias medidas de isolamento social contra a Covid-19.

Os mais afetados serão os artistas menos famosos e de menor público, bem como os técnicos, que muitas vezes já encontram dificuldades para sobreviver apenas de sua arte. Bolsonaro e Regina Duarte buscavam definir o que seria arte e o que não seria de acordo com seus próprios padrões, atacando a liberdade criativa que deveria sempre nortear os artistas.

É importante a aprovação deste auxílio e é preciso muito mais para garantir o direito ao isolamento e a manutenção das condições de vida da população. Para os artistas e para toda população, é preciso um auxílio de 2.000 reais, financiado pela taxação das grandes fortunas e pelo não pagamento da dívida pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.