Prece da passageira

Por Luciane Recieri.

Meu Senhor, tende piedade dos que andam no fretado do seu “Laerte” (e em todos os outros estrumbados meios de transporte público deste país) / Que pagam, como eu, R$450,00 e são convidados a ficar no ponto final na beira na BR porque ele superlota a mesma Van que não comporta nossas pernas decentemente dobradas / Tende piedade daqueles que sonham ao longo do percurso com a filha e com os bichinhos encerrados em casa / Mas tende piedade também dos que andam às cegas e consomem suas noites em frente ao aparelho luminoso da sala. / Não troco minha areia movediça da cidade e o descaso do motorista e a minha saudade por uma distração tão barata / Faz nascer naqueles que podem, a ternura de partilhar boas caminhadas na rua / Boas andadas de bicicleta / Boas leituras / Bons papos com os filhos e os cães e os patos. Amém!

Imagem tomada de: profreporter.blogspot.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here