PJMP-PJR e organizações sociais denunciam “Moção de Repúdio” de Vereador contra Padre Reneu Zortéa

Por Claudia Weinman, para Desacato. Info.

 Militantes da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), Pastoral da Juventude Rural (PJR), junto às organizações sociais do Extremo-oeste Catarinense e movimentos da América Latina, denunciam no dia de hoje, quarta-feira, 11 de maio de 2016, uma “Moção de Repúdio” divulgada pelo Vereador Raul Gransotto (PSDB) de São Miguel do Oeste- SC, o qual, pretende apresentá-la na sessão da Câmara de Vereadores amanhã, quinta-feira, dia 12.

Gransotto repudia a homilia feita pelo Padre Reneu Zortéa, durante uma das celebrações em São Miguel do Oeste, no último final de semana, por considerá-la em caráter de ‘manipulação’. Para a compreensão dos leitores\as, o Portal Desacato realizou a dessecagem do áudio que foi gravado durante a celebração. Nele, Zortéa reafirma a causa pelos empobrecidos e explorados da sociedade. Contextualiza a luta permanente em defesa dos povos indígenas, dos caboclos, das mulheres que têm sido atacadas com comentários machistas e preconceituosos por políticos que compõe a Fascista Câmara dos Deputados.

Neste cenário onde a Democracia tem sofrido um grande golpe e a Classe Trabalhadora Explorada sente profundamente os impactos de uma crise do Capitalismo, Reneu Zortéa falou sobre a necessidade da comunidade se organizar para ter uma vida digna. “A nossa preocupação não é só com o céu, é com a terra, céu e terra se ligam. Se nós olhamos na oração do ‘Pai Nosso’, Jesus nos ensina a rezar: ‘Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, aqui na terra como no céu’. Não se separa Jesus e o Reino de Deus, não se separa também a vontade de Deus. O reino de Deus aqui na terra como no céu”. Nessa fala, Zortéa faz um apontamento para que a comunidade fique mobilizada para lutar em favor do povo, sem fazer a defesa de um partido político, mas de um projeto de vida e dignidade para todos\as.

Em sua reflexão, Zortéa também disse que na ‘partida’ de Jesus para o ‘Reino de Deus’, ele abençoou pobres, doentes, mulheres, crianças, empobrecidos e nesse sentido, compreende-se que fazer a Defesa da Democracia é também lutar por todas essas gentes, tão sofridas e marginalizadas pelo sistema, tal como sempre defendeu o Bispo Dom José Gomes, durante sua trajetória e luta em Santa Catarina. “Diante do sonho de Jesus, dessa experiência de fé, nós precisamos olhar para o evangelho e o evangelho nos faz também a luz da fé, olhar a sociedade, o mundo que nós estamos vivendo. Estava pensando ontem, hoje, enquanto meditava essa palavra de Deus, para partilhar algo para as comunidades. Como fica os sonhos de Deus? O Reino de Deus nesse momento, nessa conjuntura da sociedade que nós estamos vivendo? E aqui, nós temos que olhar o nosso Brasil não a partir de uma ideologia política, de um partido ou de outro”, disse ele durante a reflexão.

 “Jamais podemos reduzir o evangelho à uma ideologia política” – Reneu Zortéa

Ainda para a compreensão dos\as leitores\as, o Portal Desacato evidencia mais um trecho da fala de Zortéa, onde ele menciona que ao falar em Democracia não se trata de defender partidos políticos, mas que a causa é pela vida dos povos, pela construção do ‘Reino de Deus’, de um mundo diferente. “Porque jamais podemos reduzir o evangelho a uma ideologia política, aqueles que dizem, quando se reflete a realidade, isso é questão política partidária, isso é partido tal, é alguém que tem dificuldade de aceitar, de acolher o evangelho. Porque a proposta do evangelho, do reino de Deus, ultrapassa ideologia política. Porque está no evangelho o sonho de Deus, o projeto de Deus, o Reino de Deus”.

Ao final de sua homilia, Zortéa questiona, em outras palavras, o que está por trás do interesse pela Presidência do Brasil. Faz seu comentário condenando a corrupção e também a ideologia machista, que fere homens, mulheres, famílias inteiras neste Brasil. “Não podemos admitir falas de uma sociedade machista: ‘Tchau querida’! Escutaram isso aí? ‘Tchau querida’! E ainda em nome de Deus. Que Deus? Que Deus está sendo construído no meio dessa máfia? ‘Tchau’ querida é dizer   às nossas mães, mulheres: ‘Saiam daqui, ministras desçam do altar! Não se envolvam na comunidade, na política, na sociedade. Mulher tu vai pra casa, fica lá ao redor do fogão, das panelas’. O que isso significa? Então nós temos que fazer por trás das palavras uma leitura, um olhar de fé, em defesa da Democracia, do Direito ás mães, as mulheres, essa sociedade. Pensamos, refletimos e também rezamos”, finalizou.

Repúdio PJMP-PJR

Os Militantes da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), Pastoral da Juventude Rural (PJR), junto às organizações sociais do Extremo-oeste Catarinense e movimentos da América Latina, reforçam por meio do Portal Desacato, que seguirão vigiantes. Conteúdos e Fotos divulgadas pela Imprensa local de São Miguel do Oeste que têm refletido na manipulação do imaginário coletivo, tal como, acusações e comentários infundados nas redes sociais contra o Padre Reneu Zortéa, serão analisados judicialmente para a tomada das providências necessárias.

 Repúdio Associação Paulo Freire de Cultura e Educação Popular (APAFEC) e Associação Vital Fraiburgo de Karatê-Dô de Fraiburgo-SC:

 “Moção de repúdio deveria ser contra vídeo de prefeito em ‘festa’ no Gabinete”

 Conhecemos o Padre Reneu Zortéa, sabemos de seu compromisso e luta pela vida, portanto, uma moção de repúdio como essa é descabida e visa apenas atacar o religioso e tentar impedi-lo de seguir lutando pelos pobres e oprimidos de São Miguel do Oeste.

Entendemos que o parlamentar, deveria fazer moção de repúdio contra aquele vídeo ridículo gravado recentemente no gabinete do prefeito, também caberiam moções de repúdio do “nobre parlamentar migueloestino” pela falta de medicamentos básicos nas unidades de saúde, pela falta de fraldas geriátricas, a lista é enorme de fatos que deveriam ser fruto de moção de repúdio patrocinadas por esse “vereador”.

Não aceitamos que uma das principais lideranças religiosas de Santa Catariana, um construtor incansável da Teologia da Libertação e das Comunidades Eclesiais de Base como é o Padre Reneu Zortéa sofra uma tentativa tão vil e retrocada de cerceamento de seu direito sagrado de manifestar-se sobre qualquer que seja o assunto onde quer que esteja!

Lutaremos com todas as nossas forças para que nossas lideranças, não sejam atacadas por pessoas que deveriam legislar em prol de todos/as e não apenas pelos interesses de seus partidos.

#FascistasNãoPassarão

#AbaixoADitaduraLegislativa

#LutarEResistir

#SomosTodosTodasReneuZortéa

Homilia feita pelo Padre Reneu Zortéa, na íntegra:

 “Querida comunidade aqui presente, a equipe de animação. Celebramos essa liturgia bonita, a grande festa da ascensão de Jesus aos céus. A liturgia em que lembra a presença de Jesus ressuscitado, partindo junto de Deus. Em primeiro lugar eu gostaria de lembrar o Dia das Mães, a presença de nossas mães, nossas famílias, a presença da mulher na família, na igreja, na sociedade. Estamos no mês de maio, mês de nossa senhora, Maria, aonde nós lembramos a Maria, a comadre, a mulher de Nazaré, lembramos de nossas mães, lembramos da presença da mulher na causa, no serviço de nossas comunidades. Na causa do Reino de Deus. E dizer que as nossas mães, as mulheres de nossas comunidades tem muito de Maria. É no rosto de nossas mães, das mulheres lutadoras, trabalhadoras que nós enxergamos muito do rosto de Maria. E a liturgia de hoje, falando da ascensão traz presente esse momento que Jesus está partindo para junto de Deus. A primeira leitura da liturgia desse final de semana, nesse domingo, lembra a comunidade reunida aonde Jesus dá as últimas recomendações e parte para junto de Deus. E a comunidade lembra que nesse tempo de Jesus esteve presente, ressuscitado, ele passou o tempo todo falando do REINO DE DEUS. A grande paixão de Jesus. Antes de sua condenação e morte de cruz, foi sempre a causa do Reino de Deus. “Eu não vim fazer a minha vontade, eu vim fazer a vontade daquele que me enviou”, ou seja, a vontade de Deus. E a vontade de Deus é de que ninguém se perca. Todos ganham vida, dignidade, e foi à causa do Reino de Deus, do seu PROJETO, que provocou o ROMPIMENTO da estrutura da época. O que mexeu com as estruturas e poderes, com as autoridades POLÍTICAS e RELIGIOSAS que assim o crucificaram.

Quando olhamos para Jesus, vivo, morto, crucificado, nós temos que olhar para ele e para o seu Reino. O Reino de Deus. É impossível separar Jesus do Reino de Deus. Porque o Reino de Deus é a causa, o desejo, o sonho de Deus. E a liturgia lembra, na primeira leitura, que nesse tempo que ele conviveu ressuscitado antes de sua ascensão para a sua partida para junto de Deus ele sempre foi falando do REINO DE DEUS. O que significa o Reino de Deus para Jesus? Para nós? E no momento da partida, ali a comunidade reunida, Jesus vai dando as recomendações em torno da causa, da vontade do Reino de Deus e ele parte. E os discípulos, a comunidade ali reunida, eles ficam olhando para o céu. E naquele momento aparecem duas pessoas e dão um recado a comunidade: “Por que vocês ficam olhando para os céus, aquele que partiu virá da mesma forma que foi levado para o céu”. A nossa preocupação não é só céu, é com a terra, céu e terra se ligam.

 Se nós olhamos na oração do Pai Nosso, Jesus nos ensina a rezar: “Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, aqui na terra como no céu”. Não se separa Jesus e o Reino de Deus, não se separa também a vontade de Deus, o Reino de Deus aqui na terra como no céu. O evangelho mostra Jesus falando no momento de sua partida. Dizendo: “Eu vou partir, mas vocês não vão ficar órfãos, abandonados, deus enviara a vocês, um advogado, a força do alto, enviara o espírito de Deus”. Na partida, na ida de Jesus, para junto de deus, ele não deixa-nos órfãos, abandonados, garante a presença do espírito santo que nos orientará os caminhos, o bem que temos que fazer em nossa vida. Em Mateus vai dizer também nesse momento da partida: “Pequeno rebanho, querida comunidade, famílias, não fiquem preocupados, eis que estarei com vocês, todos os dias de Vossas vidas”.

Com a presença de Jesus ressuscitado, é uma relação entre Deus e Nós. Esta junto de Deus, mas está também junto de nós. Aonde estiver 1, 2 ou 3 reunidos em meu nome, na causa da vida, do reino, da justiça, eis que estarei com vocês. Palavras de Jesus. No momento da partida, enquanto ele vai partindo para junto de Deus, ele vai abençoando a comunidade, assim fala o evangelho de hoje. Jesus passou pela vida, junto aos pobres, aos doentes, ás crianças, abençoando desejando o bem querer de Deus e na sua partida, ele sai, parte, abençoando, deixando o bem querer, a vontade de Deus, presente em nossas vidas. Diante do sonho de Jesus, dessa experiência de fé, nós precisamos olhar para o evangelho e o evangelho nos faz também a luz da fé, olhar a sociedade, o mundo que nós estamos vivendo. Estava pensando ontem, hoje, enquanto meditava essa palavra de Deus, para partilhar algo para as comunidades. Como ficam os sonhos de Deus? O Reino de Deus nesse momento, nessa conjuntura da sociedade que nós estamos vivendo. E aqui, nós temos que olhar o nosso Brasil não a partir de uma ideologia política, de um partido ou de outro. Porque jamais podemos reduzir o evangelho a uma ideologia política, aqueles que dizem, quando se reflete a realidade, isso é questão política partidária, isso é partido tal, é alguém que tem dificuldade de aceitar, de acolher o evangelho. Porque a proposta do evangelho, do Reino de Deus, ultrapassa ideologia política. Porque está no evangelho o sonho de Deus, o projeto de Deus, o Reino de Deus. Então a luz da fé, do evangelho, o desejo de Deus, nós temos que olhar para o Brasil e dizer aqui, 2, 3 coisas, 2, 3, elementos. Primeiro: A nossa fé, a fé em Jesus não permite, não aceita em hipótese alguma as formas de injustiça, de corrupção, de desvios de dinheiro público, aquilo que é do povo. E ao mesmo tempo, a combater essa praga de corrupção, que é uma praga do demônio, que tem contaminado a sociedade em seu todo, as nossas mentes e corações. Essa é uma tentação do diabo, a corrupção é uma praga do diabo. A luz da fé, temos que olhar para isso. A segunda coisa, também a luz da fé, não dá para aceitar que o Brasil faça a experiência de um golpe, quarta-feira, o Brasil está sendo entregue nas mãos, no comando dos demônios, dos que tem as forças econômicas, políticas, num grupo de mafiosos e milionários. Quais são os interesses que estão por trás? Será que as preocupações é mesmo a vida dos trabalhadores e trabalhadoras, dos pobres, dos doentes, será que a preocupação é mesmo com a saúde, com a educação, com os abandonados, com as crianças que morrem de fome, com os indígenas, com os Sem Terra, com os sem casa, com os desempregados? Será que essa força econômica, política, ideológica tem essa preocupação? Que interesse tem por trás do grande capital, das forças internacionais, dos Americanos? E mais, nós escutamos e nesse dia das mães nós olhamos com carinho as nossas mães, a mulher em nome de Jesus, o defensor das mães, das mulheres. Não podemos admitir falas de uma sociedade machista: Tchau querida! Escutaram isso aí? Tchau querida! E ainda em nome de Deus. Que Deus? Que Deus está sendo construído no meio dessa máfia? Tchau querida é dizer ás nossas mães, mulheres: Saiam daqui, ministras desçam do altar! Não se envolvam na comunidade, na política, na sociedade. Mulher tu vai pra casa, fica lá ao redor do fogão, das panelas. O que isso significa? Então nós temos que fazer por trás das palavras uma leitura, um olhar de fé, em defesa da Democracia, do Direito ás mães, as mulheres, essa sociedade. Pensamos, refletimos e também rezamos…

Em repúdio, pessoas e organizações denunciam o posicionamento do Vereador Raul Gransotto (PSDB):

Claudia Weinman- PJMP- São Miguel do Oeste

Pedro Alves Pinheiro-PJMP- São Miguel do Oeste

Tayson Bedin-PJR- Barra Bonita

Claudia Baumgardt- PJMP- São Miguel do Oeste

Paulo Fortes- PJMP- São Miguel do Oeste

Fabiula Fergutz-PJMP- São Miguel do Oeste

Rafael Fernando Lewer- PJMP- São Miguel do Oeste

Jociani Pinheiro Hammes- PJR- São Miguel do Oeste

Maura Letícia Tesser- PJMP – Guaraciaba

Augusto Henrique Menchik Mello-PJR- São Miguel do Oeste

Leonardo Lucas Vilanova- PJR- Barra Bonita

Vanessa Sandri-PJR- Paraíso

Lorenice Bianchini- PJR- Paraíso

Vinícios Czarnobay-PJMP – Balneário Camboriú

Henrique Xavier- PJMP- São Miguel do Oeste

Mateus Felipe de Deus e Silva- PJR- Barra Bonita

Maire Hoffmann- PJMP- São Miguel do Oeste

Paulo César Hoffmann- PJMP- São Miguel do Oeste

Pe. Reneu Zortea- Paróquia São Miguel Arcanjo

Amanda Provenci Bonamigo- PJMP- São Miguel do Oeste

Carlos Pinheiro- Desgarrados Grupo de Arte e Cultura

Camila Beatriz – PJMP- São Miguel do Oeste

Sabrina Bender- PJR- Barra Bonita

Grupo Tribo da Perifa- PJMP- São Miguel do Oeste

Gabrieli Westphal- Desgarrados Grupo de Arte e Cultura

Sidimar Borges- PJR- Barra Bonita

Cooperativa de Produção em Comunicação e Cultura – CpCC- Florianópolis

Direção Geral do Portal Desacato

Agência Comunidade- Tangará e região

Associação Comunitária e Cultura herdeiros do Contestado – ACECON

Associação Cultural Comunitária Amigos de Tangara – ACCAT

Associação Paulo Freire de Educação e Cultura Popular – Apafec

Associação Vital Fraiburgo de Karatê-dô com atuação em Fraiburgo, Lebon Régis e Timbó Grande

Blog Esportes em Debates – Fraiburgo e região

Blog Palavras Insurgentes – Florianópolis

Revista Pobres e Nojentas – Florianópolis

Cássio Giovani Turra – Jornalista

Elaine Tavares – Jornalista Popular, com atuação no Instituto de estudos Latinoamericanos da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)

Emerson Souza – Educador Físico efetivo na rede municipal de educação de São Bento do Sul

Fabiane Aparecida Guedes – Educadora efetiva da rede estadual de ensino com atuação em Fraiburgo

Frederico Idalcir Colombelli – Professor de Língua Portuguesa efetivo da rede municipal de ensino de Fraiburgo

Jilson Carlos Souza – Educador Popular de Fraiburgo

João Carlos Rodrigues – Diretor da Apafec – Fraiburgo

Jocemir de Souza Belusso – Estudante secundarista e da coordenação da Apafec – Fraiburgo

Jornal Vitória – Tangará e região

Juliana Cruz – Estudante de Doutorado em Educação na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC e integrante da Apafec

Luis Alves Pequeno – Educador Popular – Curitiba/PR

Luiz Coelho – Educador Marcial – Fraiburgo

Mariza Aparecida Fidelis Ribeiro Rodrigues – Diretora da Apafec – Fraiburgo

Matheus Fernando Mohr – Professor da Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS Campus Erechim – RS

Mylena Rocha de Souza – Estudante secundarista de Santa Cecilia

Naira Estela Roesler Mohr – Professora da Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS Campus Erechim – RS

Padre Celso Carlos P. dos Santos, vigário da Paróquia Imaculada Conceição – Fraiburgo

Padre Vilmar Gazaniga, pároco da Paróquia Imaculada Conceição – Fraiburgo

Paróquia Imaculada Conceição de Fraiburgo

Paulo Eduardo Goncalves da Silva – educador físico efetivo na rede municipal de educação de Salto Veloso

Paulo Pinheiro Machado – Professor pós-doutor pela Universidade Federal Fluminense e na Universitat Autonoma de Barcelona, diretor do Centro de Filosofia e Ciências Humanas – CFH, Leciona no curso de graduação e no Programa de Pós-Graduação em História da UFSC.

Roberto Bohnenberger – diretor financeiro da Cresol Tangará

Sofia Hermes – estudante secundarista e da coordenação da Apafec – Fraiburgo

Eliza Balbinot- PJR- São Miguel do Oeste

Sidimar Borges- PJR- Barra Bonita

Hérica Leiria- PJMP- Guaraciaba-SC

Diego Mülh- PJMP- Guaraciaba-SC

Ingridi de Oliveira- PJMP- Guaraciaba

Angélica Cavasin- PJR- Barra bonita

Aline Sulzbach- PJR- Paraíso

Salete Bedin – MMC – Barra Bonita

Maicon Perdersseti – PJR e MPA – Bandeirante

Daniele Casagranda – PJR – Descanso

Eliezer Antunes de Oliveira- PJMP- São Miguel do Oeste

Janaína Aruna Hagemann- PJMP- São Miguel do Oeste

Anderson Rodrigo Baugardt – PJMP – São Miguel do Oeste

Daiana Debona – MST – São Miguel do Oeste

Adriano Prates- PJR- Fraiburgo-SC

Eduarda Roman – PJR – Barra Bonita

PJMP\PJR- Descanso\SC

PJMP\PJR- Guaraciaba-SC

PJMP\PJR Caçador-SC

Grupo de Base Antônio Conselheiro- PJMP- São Miguel do Oeste

Grupo de Base Sepé Tiarajú- PJMP- São Miguel do Oeste

Grupo de Base Oziel Alves – PJMP – São Miguel do Oeste

Grupo de Base Chica Pelega- PJMP- São Miguel do Oeste

Jean Carlos Carlesso – Advogado

Juliane Demark – PJR – São Miguel do Oeste

Maiara Cristina Gaiardo – PJR – São Miguel do Oeste

Fabiano Baldo – MPA/SC

Luana Carla Casagranda – MPA/SC

Claudia Ciconet – PJR – Descanso

Amanda Bonamigo – PJMP – São Miguel do Oeste

Andressa Graziola – PJR – Bandeirante

Claudiane Ludwig – PJR –  Paraíso

Tairi Felipe Zambenedetti- MPA Brasil

Maria Carmen Viero – MMTU- São Miguel do Oeste

Noeli Welter Taborda – MMC/SC

Jacson Santana- CIMI Regional Sul

Movimento das Mulheres Trabalhadoras Urbanas (MMTU)- Extremo-oeste Catarinense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.