Pedem demissão todos os bispos do Chile por escândalo sexual

Foto: Captura de imagem do Youtube

247 – Depois de se reunirem por três dias com o papa no Vaticano para tratar dos erros e omissões na gestão dos casos de abusos nos quais estava envolvido o bispo chileno Juan Barros, os 34 bispos chilenos decidiram pedir demissão. A demissão em massa de bispos é sem precedentes na história da Igreja Católica. “Colocamos nossos postos nas mãos do Santo Padre e deixaremos que ele decida livremente por cada um de nós”, informaram os bispos em uma coletiva de imprensa no Vaticano. Eles também pediram perdão ao Chile, às vítimas de abusos e ao papa.

 “Em declarações à chilena Rádio Cooperativa, Juan Carlos Cruz, uma das pessoas que afirmam terem sido vítimas de abuso perpetrado por um sacerdote católico no Chile, disse que o anúncio da renúncia constitui um fato “absolutamente inédito”. “Os bispos usam eufemismos para explicar o que aconteceu, mas todos os bispos renunciarem, colocando seus cargos à disposição do papa, é algo que nunca havia ocorrido em uma conferência episcopal”, afirmou.

Cruz foi um dos principais denunciantes de Barros. Ele disse estar satisfeito com a atitude de Francisco perante os prelados chilenos – o pontífice atribuiu a responsabilidade em relação aos casos de abuso sexual. “Os que mais causaram danos e nos provocaram dor e sofrimento foram os bispos”, declarou. Os bispos chilenos se reuniram por três dias com o papa no Vaticano para tratar dos erros e omissões na gestão dos casos de abusos nos quais estava envolvido Barros, acusado de encobrir os atos do sacerdote Fernando Karadima.

Leia mais aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.