Ocupa CIC

Por Shasça.

Aqueles que pretendem dominar o viver coletivo divulgam aos quatro ventos (viu, professor?) e a muitos bancos escolares que pessoa culta, ou de cultura, é alguém que tem uma estante cheia de livros, lê jornais, fala outros idiomas, foi para a zoropa etc. A maioria da população acredita nesta conversa pra boi dormir e passa a vida envergonhada por esta carência inventada. Boa parte daquelas mulheres do VALE DO JEQUITINHONHA que criam e constroem vasos, que ornamentam salas de madame não sabe que seu trabalho é fruto da cultura à qual pertence.  Acredita que cultura é uma benção que só o atravessador, que lhe paga cincão por vaso e vende por quinhentos, é portador.

Entretanto, Cultura vem a ser a forma pela qual uma população, ou segmento dela, apropria-se do ambiente (e dos bens nele contidos) em que está inserida e como transmite suas relações com este caldo a outras pessoas, sejam vizinhas ou distantes.

[stream provider=youtube flv=http%3A//www.youtube.com/watch%3Fv%3DwI90v0Kt7Ug img=x:/img.youtube.com/vi/wI90v0Kt7Ug/0.jpg embed=false share=false width=600 height=360 dock=true controlbar=over bandwidth=high autostart=false /]

Cansado de tanto pleitear a criação de uma secretaria que efetivamente trate da Cultura e das manifestações artísticas em Santa Catarina, o pessoal que labora na área resolveu ocupar o CIC, de forma não tanto artística mas, principalmente, reinvidicatória. Segundo os OCUPANTES, a ocupação será por cinco dias como forma de fazer com que o governo do Estado entenda que Cultura é muito mais que artesanato, música, teatro, cinema ou qualquer outra forma de manifestação artística. O objetivo, entre outros não menos importantes, é a criação de uma real Secretaria de Estado da Cultura.

Quem sabe as barracas e a movimentação em frente ao CIC despertem no eleitorado catarinense (florianopolitano inclusive) alguma vontade de saber o que está acontecendo ali? Quem sabe perceba o quanto de sua própria vida lhe está sendo negado?

E tomara os artistas e produtores culturais consigam transformar todas as outras pessoas – principalmente, as eleitoras –  em público, pois, como diz SÉRGIO SAMPAIO, “um livro de poesia na gaveta não adianta…”

Ps. 1 – a definição de Cultura apresentada é de minha inteira irresponsabilidade.
Ps. 2 – mais informações também nos sites OCUPA CIC e FORUM CATARINA DA CULTURA.

Fonte: http://www.shasca.blogspot.com/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.