Mostra lança cinco curtas catarinenses no primeiro dia do festival

A maior parte dos realizadores dos cinco curtas catarinenses que abrem a 14ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis é jovem, vinculada a produtoras e tem formação em arte. Dos cinco curtas, quatro foram produzidos em Florianópolis. Todos finalizados no último ano e quatro com recursos de programas de incentivo governamental. A sessão ocorre na sexta-feira, dia 5 de junho, às 16 horas e após a exibição haverá uma conversa com os diretores.

Marlon de Toledo, codiretor de M.M.M. – A montanha do meio do mundo, é formado em teatro pela Faculdade de Artes de Curitiba e realizou seu filme pela produtora Escritório de Cinema, de Jaraguá do Sul. A codiretora Olga Nenevê é responsável pelos desenhos feitos com tinta acrílica e colagens de texturas naturais do filme. MMM narra a trajetória de uma menina que decide ouvir seu coração e foi realizado por meio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba.

M.M.M. – A montanha do meio do mundo, de Olga Nenevê e Marlon de Toledo

Vanessa Sandre, diretora do curta Nuvem, é formada em cinema pela UFSC. Seu filme fala sobre uma menina que sonha em ter um pedaço de nuvem. O projeto foi custeado pelo Prêmio Catarinense de Cinema e rodado em Santa Rosa de Lima, no interior de Santa Catarina. O curta foi todo produzido por Vanessa, mas a etapa de difusão foi dividida com a produtora Novelo Filmes.

Nuvem, de Vanessa Sandre

Já o curta Nham Nham – A criatura, de Lucas de Barros, foi inteiramente produzido pela Novelo. Lucas é um dos sócios da empresa e já trabalhou na Mostra como editor de imagens. O filme foi realizado com recursos do Prêmio Catarinense de Cinema e fala sobre um garoto de 9 anos que muda de cidade com sua mãe após a separação de seus pais.

Nham Nham – A criatura de Lucas de Barros 2

A produtora Cafundó é a realizadora da animação Bravura, de Giovanni Girardi e Flavio Tavares. É uma produção independente. Segundo o produtor Leonardo Minozzo, a Cafundó trabalha com animação e está experimentando a produção de filmes para a infância. Bravura fala de Paco, um jovem descedente de uma linhagem nobre de toureiros.

Bravura, de Giovanni Girardi e Flavio Tavares

Super Plunf, de Camila Kauling e Henrique Luiz Pereira Oliveira também é uma animação, mas em vez de desenhos, é feita em stop motion, com bonecos e objetos. É um filme sobre as transformações no preparo e consumo de alimentos no ambiente doméstico. A realização é do Laboratório de Pesquisa em Imagem e Som (Lapis), da UFSC, com recursos do Prêmio do Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis (Funcine).

Super Plunf, de Camila Kauling e Henrique Luiz P. Oliveira

Fonte: http://www.mostradecinemainfantil.com.br/conheca-os-curtas-catarinenses-da-abertura/#sthash.YRAVcrHY.dpuf

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.