Memória de São João Maria

Por Ivo Pedro Oro. 
Ontem, dia 15 de setembro, os caboclos e indígenas do Oeste catarinense festejaram, celebraram e cultuaram a memória de São João Maria,  que, segundo eles, andou por nossa região na primeira década do século passado. Além dos conselhos de vida, de ensinamentos relativos a ervas medicinais e de advertências quanto ao futuro (“Virá época…”), João Maria deixou estas rezas…
Rezas…
 
Oração da manhã e da noite:
“Com Deus me deito,
com Deus me levanto,
com a graça de Deus
e do Espírito Santo.
Nossa Senhora do Pranto
nos cubri com vosso manto.
Se bem coberto for
não tenho medo nem pavor
das coisa que má for”.
 
Para benzer a tempestade:
Da cepa nasceu a rama
da rama nasceu Sant’ Ana,
de Sant’ Ana nasceu Maria,
de Maria nasceu Jesus.
São palavras de verdade,
Parti a tempestade.
(Segue um Padre Nosso, uma Ave Maria, uma Salve-Rainha,
um Creio em Deus Padre e eferecê pra Deus e Sant’ Ana).
 
Para benzer a água:
Jesus Cristo do altar
livre de todas as cobras
e dos principalmente
todos os perigos da minha frente
que eu quero passá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.