MBL terá que dar direito de resposta a Jaques Wagner por fake news

TRE da Bahia condenou Kim Kataguiri e o movimento por notícia falsa sobre ex-governador baiano relacionada a um vídeo.

Foto: Reprodução

Alvo do Facebook por manter uma rede de propagação de notícias falsas, o Movimento Brasil Livre terá de dar direito de resposta ao ex-governador baiano Jaques Wagner, candidato ao Senado pelo PT, por uma fake news publicada em suas páginas nas redes sociais no início de agosto. 
O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia concedeu o direito de resposta por causa de um vídeo em que supostamente Wagner aparece em uma manifestação a favor de Lula. O movimento diz que o parlamentar teria sido vaiado no estabelecimento, mas a defesa de Wagner diz que isso jamais ocorreu. O vídeo já foi deletado pelo movimento.

A desembargadora Gardênia Pereira Duarte concordou com a defesa de Wagner e decidiu que o MBL, além de Kim Kataguiri, líder do movimento, e Fernando Silva Bispo, devem dar espaço ao candidato para se defender. Segundo a desembargadora Gardênia Pereira Duarte, ” a cri?tica amparada em fatos e opinio?es reais, exposta de maneira regular, e? parte da disputa democra?tica, no entanto, quando o ponto de vista exposto ao pu?blico destoa destas balizas, compete ao Poder Judicia?rio, quando provocado, reparar os danos eventualmente causados a?s partes”.

Em sua defesa, o MBL afirma que o material divulgado não tinha relação com propagandas eleitorais, não destoa “do aceitável no âmbito democrático”. Segundo o movimento, “o material publicado não foi publicado originariamente nas contas dos Representados no Facebook, uma vez que os requeridos se limitaram a compartilhar o conteúdo publicado no site ‘O Antagonista'”.

Em julho, o Facebook retirou do ar uma rede de páginas e contas usadas para divulgação de notícias falsas, a chamadas fake news. Foram deletadas 196 páginas e 87 contas ligadas ao grupo ativista de extrema-direita Movimento Brasil Livre (MBL).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.