Jovem anunciando à família transição de gênero na noite de natal

O estudante de administração de Campina do Monte Alegre (SP), Artur Monterisi, de 20 anos, decidiu contar para a toda a família na noite de Natal sobre sua transição de gênero. Os familiares festejaram e vibraram com a notícia. O post viralizou e já alcançou mais de 350 mil visualizações, além de mais de 5 mil compartilhamentos, até esta terça-feira (9).

Nas imagens, Artur aparece na sala com todos os parentes reunidos e anuncia que começou a fazer um processo de transição de gênero com o apoio de sua mãe.

“A partir de agora vocês não têm uma sobrinha, uma neta e uma filha. Vocês têm um sobrinho, um neto e um filho”, diz ele durante o anúncio.

Na sequência, os familiares vibram e uma tia chega a gritar “nasceu” e outra complementa “seja bem-vindo”. Eles perguntam como será o nome e abraçam o jovem.

Em entrevista ao G1, o estudante da UFSCar, em Buri (SP), contou que a ceia aconteceu em São Paulo, onde mora a família. Para ele, a reação foi surpreendente e, por isso, resolveu compartilhar nas redes sociais.

“Eu estava com muito medo de contar, muito nervoso mesmo. Mas como sempre fui muito ligado à família, achei que na ceia de Natal seria o momento certo já que todos estariam reunidos. Eu resolvi falar e pedi para gravarem. Mas eu me surpreendi muito quando eles vibraram. Pensei que iam ficar quietos. Mas não. Isso é raridade o que aconteceu. Foi muito bom receber esse apoio. Fiquei muito feliz”, diz.

O estudante afirma que também se surpreendeu com a repercussão na internet.

“Eu coloquei no meu Facebook o vídeo porque achei um momento importante para compartilhar. Achei que ia ter no máximo 200 visualizações. Quando acordei no dia seguinte, tinham 100 mil visualizações. Não acreditei quando vi. Não imaginava que ia ter essa repercussão”, ressalta.

Mudança

Artur afirma que decidiu assumir que era transgênero no início de 2017. Aos poucos, os cabelos longos deram lugar a um corte mais masculino, além das roupas que também mudaram.

“Eu sempre me sentia desconfortável, desde adolescente. Mas quando era mais novo, não tinha acesso ao assunto. Com o tempo, fui conhecendo mais e sabendo sobre os gêneros. Tinha dúvida e dificuldade para me aceitar. É difícil porque é um caminho sem volta. Mas quando realmente decidi que não queria ser mais ‘Júlia’, eu me tornei uma pessoa mais feliz”. Veja o vídeo.

 

Fonte: Fórum

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.