Jornalistas e blogueiros denunciam terrorismo midiático dos EUA contra governos progressistas

bolivia-encuentro-desinformacion

O diretor da plataforma de comunicação argentina Resumen Latinoamericano, Carlos Aznárez, denunciou que os Estados Unidos lideram hoje uma ofensiva midiática contra os governos progressistas na América Latina.

Washington não está só nesta campanha, mas se faz acompanhar de seus aliados europeus, assegurou Aznárez em declarações à Prensa Latina, no marco do Primeiro Encontro Latino-americano de Meios de Comunicação e Jornalistas contra a Desinformação que entra neste sábado (22) na sua terceira e última jornada.

Diante desta situação, é necessário promover uma coordenação entre jornalistas de meios alternativos para combater o terrorismo midiático, flagelo que atinge a Bolívia, a Venezuela e outros governos progressistas, pois o inimigo avança sobre alguns deles, disse Aznárez.

Seguindo a ideia de Jorge Ricardo Masetti e do Comandante Ernesto Che Guevara quando fundaram a Prensa Latina, este último sabia desde a luta pela libertação na Sierra Maestra em Cuba, que uma vez que triunfasse a revolução na ilha caribenha seria desencadeada uma avalanche midiática contra a mesma, recordou.

Nós, jornalistas, temos que unir-nos e contar a realidade, que nunca será mostrada pelos meios de comunicação hegemônicos, que invadem nossas casas em todas as partes, alertou.

São publicadas mentiras contra o presidente da Bolívia, Evo Morales, que às vezes põem em perigo o próprio governo, e fazem o mesmo contra os presidentes Rafael Correa, do Equador e Daniel Ortega, da Nicarágua, e se há um país que sempre sofreu este flagelo, é Cuba, explicou.

Aznares insistiu em que os meios alternativos de comunicação devem trabalhar para que prevaleça a verdade do dia-a-dia dos povos, para assim ofuscar as histórias que os grandes meios de comunicação inventam.

Prensa Latina

Fonte: Resistência.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login