Jornalista é agredido em posto de gasolina

Foto: Ivanete Marzzaro / Agência RBS.

O repórter fotográfico Marcelo Casagrande foi agredido às 13h45min desta terça-feira, durante a cobertura do fornecimento de gasolina a veículos da prefeitura, no Posto SIM do bairro Cinquentenário, em Caxias do Sul. O jornalista fazia imagens quando uma pessoa tentou arrancar a câmera fotográfica. Como havia uma alça que sustenta o equipamento no pescoço do profissional, o agressor não conseguiu retirar a câmera. Casagrande foi cercado por um grupo e derrubado no chão pelo agressor. O fotógrafo teve os óculos quebrados, além de estragos parciais em equipamentos e na bolsa que carrega material para a cobertura jornalística.

Com a ajuda de pessoas do local, o profissional foi protegido e conseguiu retornar em segurança para o prédio do Pioneiro. Casagrande está abalado e passa por avaliação médica, pois relata dores nas pernas e nos braços. Ele já fez registro de ocorrência policial. A jornalista que o acompanhava na cobertura, Ivanete Marzzaro, não estava próxima do fotógrafo e não foi agredida.

Em sua rede social, o Jornalista desabafou: 

“Pessoas de bem: hoje fui covardemente agredido durante exercício de minha profissão de repórter fotográfico. Em frente ao posto Sim, no bairro Sanvitto, um manifestante tentou arrancar meu equipamento. Eu resisti, fui derrubado, tive meu colete rasgado e meu óculos quebrado. Não precisamos concordar, mas respeitar é o mínimo que se espera de quem quer ser respeitado. Já fiz B.O., vou fazer exame de corpo delito. Esta tudo bem, apenas com dor em uma perna e num braço. Tenho esperança de que essa pessoa seja identificada e a justiça seja feita. Em tempo: pode me derrubar….E levanto e sigo meu caminho, com dignidade, pois sei o valor de minha profissão. Obrigado.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.