História: invasões norte-americanas no mundo

American_way_of_life_01I – Na América Latina

MÉXICO

1846/1848–EUA anexaram a República do Texas;

1913 -Fuzileiros invadem o México com a desculpa de evacuar cidadãos americanos durante a revolução. Bloqueiam as fronteiras.

1914/1918 -Marinha e exército invadem e interferem na luta contra nacionalistas;.

HAITI

1891 – Tropas debelam a revolta de operários negros na ilha de Navassa, reclamada pelos EUA;

1915/1934 – Tropas americanas desembarcam no Haiti, em 28 de julho, e transformam o país numa colônia, permanecendo lá durante 19 anos;

1994/1999 – Bill Clinton determina que tropas americanas ocupem o Haiti na justificativa de devolver o poder ao presidente eleito Jean-Betrand Aristide, derrubado por um golpe. Na verdade, era para evitar que o conflito interno provocasse uma onda de refugiados haitianos para os Estados Unidos;

HONDURAS

1903 -Fuzileiros Navais desembarcam em Honduras e intervêm na revolução do povo hondurenho;

1907 – Fuzileiros Navais desembarcam e ocupam país durante a guerra de Honduras com a Nicarágua;

1911 – Tropas invadem para proteger interesses americanos durante a guerra civil;

1912 – Tropas norte americanas mais uma vez invadem Honduras para proteger interesses do capital americano

1919 – Fuzileiros desembarcam e invadem mais uma vez o país durante eleições, colocando no poder um governo a seu serviço;

1924/1925 – Tropas dos EUA desembarcam e invadem o país duas vezes durante eleição nacional;

1983/1989 – Tropas enviadas para construir bases em regiões próximas à fronteira invadem o país;

2009 – Zelaya é derrubado por golpe militar.

GUATEMALA

1920 – Tropas invadem e ocupam o país durante greve operária;

1954 – Comandos americanos orientados pela CIA derrubam o presidente Jacobo Arbenz, democraticamente eleito e impõem uma ditadura militar no país. Arbenz havia nacionalizado a empresa United Fruit e realisava a reforma agrária;

1966/1967 – Boinas Verdes e marines invadem o país para combater movimento revolucionário;

NICARÁGUA

1894 – Nicarágua – Tropas ocupam Bluefields, cidade no mar do Caribe, durante um mês.

1898 – Fuzileiros Navais invadem o porto de San Juan del Sur;

1899 – Tropas desembarcam no porto de Bluefields e invadem a Nicarágua;

1907 – Tropas invadem e impõem a criação de um protetorado, sobre o território livre da Nicarágua;

1910 – Fuzileiros navais desembarcam e invadem pela 3ª vez Bluefields e Corinto

1912/1933- EUA invadem com tropas com a desculpa de combaterem guerrilheiros e ocupam o país durante 20 anos;

PANAMÁ

1895 – Tropas desembarcam no porto de Corinto, província Colombiana;

1901/1914 – Marinha apoia a revolução quando o Panamá reclamou independência da Colômbia; tropas americanas ocupam o canal em 1901, quando teve início sua construção;

1908 – Fuzileiros invadem o país durante período de eleições.

1912- Fuzileiros navais invadem novamente o Panamá e ocupam o país durante eleições presidenciais

1925 – Tropas invadem para debelar greve geral dos trabalhadores;

1958 – Tropas dos Estados Unidos invadem e combatem manifestantes nacionalistas panamenhos;

1989 – Invasão batizada de “Operação Causa Justa”, com 27 mil soldados, ocupara a ilha para prender o presidente Manuel Noriega, antigo ditador aliado do governo americano. Bush mandou derrubar por estar promovendo o tráfico de drogas para os EUA. O ex-presidente cumpre prisão perpétua nos EUA.

CUBA

1898/1902 – Tropas sitiaram Cuba durante a guerra hispano-americana

1906/1909 – Tropas dos EUA invadem Cuba e lutam contra o povo cubano durante período de eleições;

1912 – Tropas invadem o país com a desculpa de proteger interesses americanos em Havana;

1917/1933 – Tropas desembarcam e transformam o país num protetorado econômico americano, permanecendo essa ocupação por 16 anos;

1961 – Exilados anticastritas nos EUA, treinados pela CIA e pelo exército norte-americano invadem a Baía dos Porcos. São rechaçados no episódio denominado La Batalia de Giron.

REPUBLICA DOMINICANA

1903/1904 – Tropas atacaram e invadiram o território dominicano para proteger interesses do capital americano durante a revolução;

1914 – Fuzileiros navais invadem o solo dominicano e interferem na revolução em Santo Domingo;

1916/1924 – Os EUA invadem e estabelecem governo militar na República Dominicana, em 29 de novembro, ocupando o país durante oito anos;

1965/1966 – Trinta mil fuzileiros e paraquedistas desembarcaram em Santo Domingo, para impedir a nacionalistas panamenhos de chegarem ao poder. A CIA conduz Joaquín Balaguer à presidência, consumando um golpe de estado que depôs o presidente eleito Juan Bosch. O país já fora ocupado pelos americanos de 1916 a 1924.

EL SALVADOR

1932 – Navios de Guerra são deslocados durante a revolução das Forças do Movimento de Libertação Nacional – FMLN, comandadas por Marti;

PORTO RICO

1898 – Tropas sitiaram Porto Rico na guerra hispano-americana, hoje ‘Estado Livre Associado’ dos Estados Unidos

1950 – Comandos militares dos Estados Unidos ajudam a esmagar a revolução pela independência de Porto Rico, em Ponce;

GRANADA

1983/1984 – Após bloqueio econômico de quatro anos, a CIA coordena o assassinato do Primeiro Ministro Maurice Bishop. Por determinação de Ronald Reagan, os Estados Unidos invadiram a ilha caribenha, alegando prestar proteção a 600 estudantes americanos, mas era para eliminar a influência de Cuba e da União Soviética sobre a política da ilha.

BOLIVIA

1986 – Exército invade o território boliviano sob o pretexto de ajudar no combate ao tráfico de cocaína e erradicação de plantações de coca.

1964: Victor Paz Estenssoro é derrubado por um golpe militar liderado pelo vice-presidente René Barrientos e Alfredo Ovando, ,comandante do exército, com a ajuda de CIA.

1971: O governo socialista de Juan José Torres González é derrubado por um violento golpe militar

HAWAI

1893 – Marinha enviada para suprimir o reinado independente e anexar o Hawaí aos EUA

ILHAS VIRGENS

1989 – Tropas americanas invadem as ilhas durante revolta do povo contra o governo pró-americano;

PARAGUAI

2012 – Fernando Lugo é derrubado por um golpe-branco, com apoio de multinacionais americanas.

CHILE

1891 – Fuzileiros Navais esmagam forças rebeldes nacionalistas

1973 – A CIA trabalhou, sem sucesso, para evitar que Salvador Allende, eleito em 1970, assumisse a presidência do país. O presidente dos EUA, Nixon, mandou que se promovessem ações que fizessem a “economia do Chile gritar”. O golpe de Estado foi consumado em 11 de setembro de 1973, Oficiais do exército e da marinha chilena, com apoio militar e financeiro da CIA e de organizações terroristas neofascistas colocam Augusto Pinochet na presidência.

VENEZUELA

1947 – Com apoio dos EUA que invadiram e derrubaram o presidente eleito Rómulo Gallegos, que havia aumentado o preço do petróleo exportado, os militares colocam um ditador no poder;

2002 – Hugo Chávez é derrubado por um golpe militar, mas graças a militares nacionalistas, impõe-se o contra-golpe.

EQUADOR

1963 -: O presidente esquerdista Carlos Julio Arosemena Montoy é deposto por um golpe militar e deportado para o Panamá.

1972 – José Maria Velasco Ibarra tentou implantar a reforma agrária. Foi derrubado por um golpe militar.

URUGUAI

1973 -: golpe militar.que acabou em 31/10;2004 com a eleição de Tabare Vasquez que tomou posse em março/2005.

PERU

1992 -: Alberto Fujimori dá um autogolpe, com o apoio dos militares. Ocpa a presidência de julho/1990 a novembro/2000. Foi condenado por corrupção e genocídio. Inicialmente ocupava

uma cela de 800m² e hoje uma de 10.000 m². com imensas mordomias..

COLOMBIA

2000 – Marines e “assessores especiais” dos EUA iniciam o Plano Colômbia, Esse Plano, engendrado nos EUA, destinava-se, formalmente, a combater o tráfico de drogas e erradicar as plantações de coca, mas visava também a desestruturar as guerrilhas de esquerda, como as FARC, com ajuda financeira e militar dos EUA ao governo colombiano.

ARGENTINA

1890 – Desembarcam em Buenos Aires para defender interesses econômicos;

1966 – Arturo Umberto Illia é derrubado por golpe militar apoiado pelos EUA por ter cancelado contratos de extração de petróleo por companhias estrangeiras, reduziu a miséria, o desemprego, iniciou um plano de alfabetização e aprovou a lei do salário mínimo. Assumiu o general Jaun Carlos Ongania.

1976 – Junta militar retira Isabel Perón do pode

BRASIL

1964 – Temendo que o presidente João Goulart “transformasse o Brasil numa China de 1960” (ex-embaixador Lincoln Gordon), os EUA apoiaram o golpe liderado pelo Marechal Humberto Castelo Branco, então chefe do Estado Maior das Forças Armadas, Nos dias anteriores ao golpe, a CIA encorajou manifestações contra o governo, promoveu ampla campanha de calúnias com o apoio da grande mídia e forneceu combustível e “armas de origem não norte-americanas” (procedência raspada) aos que apoiavam os militares. Entre tantos trabalhos, há na internet o vídio “O dia que durou 21 anos”.

II – OUTRAS REGIÕES

A atuação imperialista dos EUA não se restringe à América Latina. Todavia, neste texto vou apresentar, resumidamemte, apenas alguns exemplos na Ásia, África e Europa, alongando-me um pouco apenas em dois países que considero emblemáticos. Veja abaixo:

China (4 vezes), Coréia (2 vezes), Filipinas, Ilha de Guam (hoje colônia, juntamente com as Ilhas Marianas, no Pacífico), Ilha de Samoa, Laos (2), Camboja (2 x), Rússia (derrotados 5x pelo exército bolchevique), Iugoslávia, Turquia, Albânia, Irã, Grécia, Egito, Líbano, Libéria (2 x), Iraque (3x), Afeganistão, República do Congo (Zaire), Libia…

VIETNAM

É uma história de heroicas lutas. Depois de mil anos de dominação chinesa, o Vietnam conquista a independência no ano 939. Ressentimentos permanecem até hoje. A França promove um processo de colonização e finalmente consegue, no sec. XVI, dominar o território da Conchichina e depois todo o país. Em 1747 o país é dividido em dois.e reunificado em 1802, A partir de 1930, o Partido Comunista lidera várias lutas de libertação na Indochina, mas o Vietnam sofre ocupação japonesa durante a segunda guerra mundial, da qual se livra em 1945. A organização nacionalista Viet Minh , liderada por Ho Chi Minh, declara independência e assume o governo em Hanoi. A França, após bombardear o porto de Haiphong, causando milhares de mortes, reconhece Hanoi como estado livre dentro da União Francesa. O Viet Minh exige independência total. Em maio/1954, os insurgentes, comandados pelo general Vo Nguyen GIAP, promovem cerco à poderosa base francesa de Dien Bien Phu. Após 55 dias, e apesar do apoio norte-americano, os franceses se rendem. Em julho/1954, é estabelecido um acordo em Genebra, em que os franceses reconhecem a independência do Vietnam, mas o país é dividido em dois, com a condição de haver eleições em todo o país, seis meses depois. O governo do sul, do imperador Bao Daí, é derrubado e proclamada a República no Vietnam do Sul. Instala-se uma ditadura com apoio dos EUA e que se nega a realizar eleições. O Norte tinha apoio da URSS. O presidente dos EUA, Lyndon Johnson, determina bombardeios aéreos sistemáticos e, em seguida, envia tropas norte-americanas. Os vietnamitas resistem heroicamente e os EUA, derrotados, aceitam um cessar fogo em 1973 e retiram suas tropas. O governo sul vietnamita resiste por dois anos até que apresenta rendição incondicional.

IRÃ

Em 1953, o Primeiro Ministro Nohamed Mossaadegh é destituído em um golpe patrocinado pela CIA-Central Inteligency Agency. Só em 2013, a Agência assumiu a autoria. Houve também a participação da Grã Bretanha. Mossadegh, aristocrata nacionalista, alcunhado de “O Incorruptível”, doou seus grandes latifúndios aos que trabalhavam nas terras e o salário para os estudantes pobres de Direito. Nacionalizou a multinacional inglesa Anglo Iranian Oil que tinha o monopólio dos hidrocarbonetos no Irão(o). Em 1941, a Grã Bretanha patrocina a derrubada do Reza Xá, que se aproximara de Hitler, ,e coloca no poder seu filho, Rehza Pahlavi. Encerra-se o desterro de Mossadegh, imposto pelo ditador anterior e elege-se deputadoe foi ministro das Finanças e dos Negócios Estrangeiros. . É alçado a Primeiro Ministro e promove grandes reformas na estrutura da semi-colônia , em busca de real independência para o país. Em 1952, o governo britânico, apoiado pelo presidente Truman dos EUA, consegue que o Xá demita Mossadegh que, devido ao grande clamor popular, reassume com poderes especiais. Em 1953, Mossadegh aborta um golpe e o Xá foge para Roma. O governo britânico e a CIA estimulam manifestações de rua com muitos agentes provocadorese vândalos e a tradicional campanha de difamação e injurias que a CIA costuma realizar, com apoio das mídias. O exército apoia o golpe. O primeiro ministro é preso e desterrado. O Xá volta e revoga as leis que modificavam a sociedade islâmica. E escancara o país para empresas norte-americanas de petróleo. A Anglo Iranian Oil volta com o nome de British Petroleum. O Irã passa a sser aliado dos EUA, mas a ditadura acaba em 1979 quando ao Ayatolah Khomeiny implanta a República Islâmica.

As informações são incompletas, mas confirmadas e retiradas de:

1) trabalhos de Alberto da Silva Jones, professor da UFSC, no sítio Centro da Mídia Independente/Brasil.

2) Jornal Resumem Latino Americano, com tradução de Maria Fernanda Souza e Heitor Cesar Oliveira.

3) Carta Maior

4) Trabalho de Fred Goldstein, World View Forum, New York, 2008, traduzido por João Camargo.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.