Governo da China enfatiza combate à pobreza e cooperação

Publicado em: 27/01/2014 às 09:11
Governo da China enfatiza combate à pobreza e cooperação

china-ethnic-minorities-zhuang-longshen-terraces55191O Gabinete para Eliminação da Pobreza do Conselho de Estado da China anunciou, nesta segunda-feira (27), que o país vai envidar mais esforços para enfrentar o desafio da pobreza. Atualmente, a população chinesa empobrecida é estimada em 100 milhões de pessoas na zona rural. O premiê Li Keqiang também deu declarações sobre os programas sociais desenvolvidos pelo governo.

Em entrevista à imprensa, o vice-diretor do Gabinete para Eliminação da Pobreza do Conselho de Estado, Wang Guoliang, apontou que desde a aplicação da política de reforma e abertura, o trabalho de eliminação da pobreza tem obtido êxitos consideráveis.

Segundo ele, conforme padrões chineses, no total, 250 milhões de pessoas saíram da pobreza. E conforme padrões internacionais, o número é de 660 milhões de pessoas.

Wang ainda disse que o governo chinês vai dedicar mais esforços na construção de infraestrutura na zona rural, resolvendo questões relacionadas diretamente à população, a fim de reduzir ainda mais a pobreza.

Já o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, visitou a cidade de Ankang, na província de Shaanxi, na véspera da Festa da Primavera, altura em que se celebra o Ano Novo Chinês. Ele assegurou que o governo irá consolidar a linha básica do seguro social e não deixar ninguém sem teto.

Li ressaltou que, nos últimos anos, a China vem completando o sistema de seguro social para as pessoas de renda baixa, garantindo os bens básicos a 74 milhões de pessoas com dificuldades econômicas.

Em alguns lugares, no entanto, os problemas como a falta de fundos, administração não regularizada e carência da política de acompanhamento, afetam o desempenho destas políticas, alertou o premiê.

No contexto dos esforços para superar alguns dos obstáculos, a responsável pela política do Gabinete para Eliminação da Pobreza do Conselho de Estado, Su Guoxia apontou que a cooperação internacional é uma base para o combate à pobreza na China, e os êxitos obtidos na área resultam, em parte, desta política.

Segundo Su, em entrevista à imprensa realizada nesta segunda-feira (27), conforme teorias e métodos internacionais, a China vem formando um grupo de profissionais para o combate à pobreza, e que o país vai reforçar cooperações com organizações internacionais para promover este trabalho.

Com informações da Rádio China Internacional,

Fonte: Portal Vermelho.

Foto: China Mike.

Deixe uma resposta