Funcionalismo público federal em greve faz ato unificado nesta terça-feira

Servidores públicos federais em greve em todo o país fazem ato unificado nesta terça-feira, 31 de agosto, para pressionar o governo a reabrir as negociações com o funcionalismo. Em Florianópolis o Sintrafesc e o Forum dos Servidores Públicos Federais em Santa Catarina realizam um Ato Público no Largo da Catedral, das 10 às 15 horas. Depois, os servidores seguirão em passeata até o Ticen – Terminal Integrado do Centro, de transporte coletivo, onde irá distribuir folhetos à população explicando as razões da greve.

O Ato Público no Largo da Catedral terá um Ciclo de Debates sobre Economia solidária com justiça sócio-político-ambiental. Os debatedores falarão sobre suas experiências na Rio+20.

No mesmo espaço funcionará uma Feira de Trocas e produtos da reforma agrária e cooperativas, com o objetivo de mostrar à população alternativas de economia solidária. A
Feira de Trocas é um evento onde cada pessoa leva o que tem e que não está mais usando (ex: roupas, bijouterias, livros, CDs etc) e troca com produtos de outra pessoa.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal no Estado de Santa Catarina (Sintrafesc) a manifestação também servirá para reforçar a unidade das categorias em greve.

A greve nacional do funcionalismo tem, como pauta unificada a luta para que o governo cumpra os acordos assinados com os trabalhadores; política salarial permanente, com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das gratificações; contra qualquer reforma que retire direitos dos trabalhadores; retirada de projetos de lei, medidas provisórias e decretos contrários aos interesses dos servidores públicos; igualdade de direitos entre ativos, aposentados e pensionistas, como prevê a Constituição; reajuste de benefícios; e definição de data-base para 1º de maio.

Também interessa aos grevistas discutir um reajuste de 22,08%, manutenção das 30 horas sem redução de salário, concurso público, melhores condições de trabalho, mais verbas para o setor público, e não privatizar os serviços públicos.

Fonte: Sintrafesc – Assessoria de Imprensa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.