Como estará o Brasil em 20 anos?

Site alerta para os riscos do engessamento de gastos públicos por 20 anos. Conteúdo com vídeos, números e entrevistas traduzem os impactos da PEC 241 no salário mínimo, nas aposentadorias, na saúde e na educação. Há ainda um abaixo-assinado contra a medida.

como-estara-brasil-20-anos

Classificada como “o maior ataque aos direitos sociais da história do Brasil“, o site Não à PEC 241, traz vídeos, infográficos e entrevistas que detalha os interesses por traz da Proposta de Emenda à Constituição enviada ao Congresso pelo governo Temer que quer congelar os gastos públicos por 20 anos.

Além de trazer um uma petição pública contra a aprovação da medida, que pode ser assinada virtualmente, o site detalha os impactos negativos da proposta para áreas como saúde, educação eaposentadorias.

Se a medida já estivesse em vigor, o orçamento da saúde cairia dos atuais R$ 102 bilhões para R$ 65 bilhões. Na educação, o corte seria ainda maior, de R$ 103 bilhões para R$ 31 bilhões. Já o salário mínimo cairia dos atuais R$ 880 para R$ 550.

A PEC do teto dos gastos, também chamada de “PEC da Maldade” ou “PEC do Desmonte”, também traria cortes nas aposentadorias, com repercussões no desenvolvimento econômico, com agravamento da recessão e do desemprego, segundo o portal, que também afirma que a proposta impõe “sacrifícios seletivos“, pois enquanto corta investimentos em serviços públicos utilizados pela maioria da população, não afeta o rendimento dos grandes bancos e especuladores e nem aumenta a tributação aos mais ricos.

Fonte: Pragmatismo Político.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login