Como anda a música por Rio do Sul?

Publicado em: 13/07/2017 às 11:29

O Grito Rock Rio do Sul 2017 propôs uma pesquisa sobre o setor da música na cidade.

Para quem não conhece Rio do Sul fica no centro do Alto Vale, é a cidade mais urbana e com atividades ativas em prestação de serviços e comércio, além da indústria. A cidade é também residência de diversos artistas e músicos. Com a proposta de dar inicio a um mapa do setor criativo da música, a equipe de produção do Grito Rock Rio do Sul 2017, formada pelo coletivo Oca Cultural, realizou uma pesquisa online e em alguns estabelecimentos da cidade para trazer o Mapa da Música em Rio do Sul.

Confere a revista com as informações completas:

A cidade possui uma Fundação Cultural ativa e mais duas estações culturais, que nos últimos 5 anos formaram mais de 2 mil alunos em música, arte e dança. Jovens e adultos são a maioria entre os alunos e mesmo com formação o mercado profissional aparece com carências. Segundo a amostragem recolhida, 56,25% dos músicos não vivem exclusivamente da música. E nem sempre os ambientes e casas noturnas possuem estrutura de som e técnico para as apresentação.

Mostrou ainda que a circulação dos músicos na região é grande mas, a experiência fora do estado é apenas para alguns profissionais. E que a profissionalização através do formalização com cnpj não faz parte dos planos da maioria dos músicos.

Informações fornecidas pela organização da edição 2017 do Grito Rock Rio do Sul. A pesquisa foi realizada de forma colaborativa, reunindo dados da Fundação Cultural de Rio do Sul e informações com alunos, professores e músicos da cidade e em estabelecimentos comerciais. É apenas uma amostragem do cenário na cidade e dados mais concisos necessitam de uma equipe técnica profissional.

Fonte: Cena Livre.

 

Deixe uma resposta