Colômbia: Povos indígenas denunciam homicídio

(Português/Español).

A comunidade Misak- Misak, em Bogotá, denunciou por meio de um comunicado o homicídio do morador da comunidade misak, oriundo do departamento de Huila, Jorge Alonso Ussa Tombé, no passado dez de junho, pela tarde, no bairro Mosquera. Neste mesmo fato foi ferido à bala outro morador, Ivan Albeyro Tombé. O cabildo Misak de Bogotá e suas autoridades tradicionais rechaçam este vil assassinato que atropela os direitos fundamentais dos povos indígenas em Bogotá.

A Liderança maior Misak se manifestou lamentando o caso. “A comunidade Misak- Misak se encontra em situação de deslocamento pelo conflito armado, por superlotação territorial e esterilidade de nossa mãe terra por fumigação de cultivos ilícitos a cargo do governo nacional, fatores que obrigam à comunidade misak a sair dos territórios de origem para cidades em busca do melhoramento da qualidade de vida, mas lastimosamente somos discriminados vulnerando nossos direitos”, afirmou.

O Conselho Regional de Indígenas Risaralda (Crir) também denunciou que no mesmo dez de junho, pela noite, foi assassinado o líder indígena Carlos Darío Arce Bernaza e as senhoras Gilma Arce Bernaza e Yolanda Cortez ficaram feridas. O fato se sucedeu na comunidade de Puerto Oro, dentro do Resguardo Unificado Embera Chamí, e foi praticado por uma pessoa com capuz.

O terror também está sendo instaurado na região por meio de ameaças contra vários dirigentes. Em comunicado, o Crir denuncia a colocação de minas antipessoais dentro do Resguardo Loma Citabará e revela as ameaças.

“Em 30 de junho do presente ano, às 11h55 da manhã a senhora María luz Nariquiaza recebeu uma ligação em que a voz de um homem lhe perguntou por cinco líderes da comunidade indígena de Mistratò, Alberto Wazorna, William Nayaza, Freddy Arce, Horacio Nariquiaza e o senhor Governador Maior Nelson Siagama, e disse que avisasse que fossem embora dali e que não queria ver mais a cara deles, e desligou”.

Mediante esta situação, o Conselho de Autoridades Tradicionais Indígenas de Risaralda-Crir reunido com o Cabildo Maior Indígena do Resguardo Unificado Indígena de Mistrató decidiu se pronunciar ante a opinião pública sobre as contínuas violações as quais estão sendo submetidas às comunidades indígenas em seu território, e em caráter urgente solicitam a presença de uma comissão humanitária para verificar e fazer o acompanhamento dos fatos que o Crir e os líderes estão denunciando.

Fuente: Adital.

Asesinado comunero Misak en Bogotá

La comunidad Misak- Misak en Bogotá denuncian el homicidio del comunero misak oriundo del departamento del Huila JORGE ALONSO USSA TOMBÉ, ocurrido el pasado 01 de julio en horas de la tarde en el barrio porvenir Mosquera en este mismo hecho fue herido el comunero IVAN ALBEYRO USSA TOMBE. El cabildo Misak de Bogotá y sus autoridades tradicionales rechazan este vil asesinato que atropella los derechos fundamentales de los pueblos indígenas en Bogotá.

Por tal motivo la comunidad Misak tomará acciones frente al hecho con una marcha pacífica con el cuerpo del asesinado Misak, según la costumbre tradicional de este pueblo, el sitio de movilización será desde el barrio Porvenir en Mosquera (río Bogotá) hasta el Parque principal de Fontibón.

La comunidad Misak- Misak se encuentra en situación de desplazamiento por el conflicto armado, por hacinamiento territorial y “esterilidad de nuestra madre tierra por fumigación de cultivos ilícitos a cargo del gobierno nacional factores que obliga a la comunidad misak a salir de los territorios de origen a ciudades en busca del mejoramiento de la calidad de vida, pero lastimosamente somos discriminados vulnerando nuestros derechos…”, lamentó el Cabildo mayor Misak. Lea Comunicado Completo

Más información sede del cabildo, Carrera 134A Nº 14D-41 barrio Kasandra, localidad Fontibón, Bogotá D.C. – Suramérica Colombia Celular 3218320743-320826552- E-mail: [email protected]

Fuente: http://cms.onic.org.co/2012/07/asesinado-comunero-misak-en-bogota/:%20http:/cms.onic.org.co/2012/07/asesinado-comunero-misak-en-bogota/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here