Caminhada por justiça e paz

Familiares de Pablo e entidades fazem amanhã caminhada por Justiça e Paz.

Amanhã 29/03, às 16 horas, acontece um ato ecumênico na Avenida Michelli Simonetti, no bairro São Miguel de Fraiburgo. O ato será no local em que o campeão brasileiro de karatê Pablo Henrique do Nascimento, 18 anos, foi assassinando a golpes de faca no dia 29 de novembro do ano passado. Logo após, os participantes farão Caminhada por Paz e Justiça, até o fórum da cidade.
A delegada de Polícia da Comarca de Fraiburgo, Beatriz Ribas Dias dos Reis, já concluiu e encaminhou no mês de janeiro para o Ministério Público o Inquérito Policial. Ela informou na oportunidade que seis pessoas teriam envolvimento no crime, sendo quatro adultos e dois menores. Todos se encontram em liberdade.
A manifestação pacifica está sendo organizada pelos familiares de Pablo juntamente com as entidades das quais o jovem fazia parte, a Associação de Karate-dô e a Associação Paulo Freire de Educação e Cultura Popular de Fraiburgo (APAFEC). O manifesto recebe também o apoio de todas as entidades que estão atuando na Campanha em Prol da Construção da Escola Estadual no Bairro São Miguel.
Lembre o caso:Pablo foi morto com golpes de facas atingidos na região do tórax quando transitava na Avenida Micheli Simonetti por volta das 22 horas do dia 29 de novembro de 2011. A vítima foi surpreendida por dois veículos, um Voyage e um Gol, os quais fugiram do local após o crime.
Três suspeitos, os pais e adolescente de 15 anos que estavam no veículo Gol se apresentaram na Delegacia de Polícia no dia 1º de dezembro, ocasião em que o menor de idade assumiu a responsabilidade pelo assassinato.
Já os outros três integrantes que estavam no interior do veículo Voyage se apresentaram no dia 5 de dezembro.
Inicialmente foi apontado pela policia que a morte do adolescente teria sido motivada por uma briga que ele teve nos dias anteriores ao crime com o menor de15 anos.
Esse desentendimento estaria relacionando a assuntos fúteis de convivência de adolescente, sem um motivo maior.
O crime causou grande comoção na comunidade local, tanto que no dia 6 de dezembro um grupo com cerca de 50 pessoas, entre eles, os pais e irmãos de Pablo, realizaram uma manifestação em frente ao Fórum quando foi entregue ao Promotor de Justiça, Átila Guastalla Lopes, um abaixo assinado.
O documento com quase 700 assinaturas solicitava que providências fossem tomadas em relação ao assassinato e que fosse decretada a prisão dos suspeitos.
O Ministério Público irá agora decidir se irá denunciar os envolvidos a justiça.
Fonte: Setor de Jornalismo da Rádio Fraiburgo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here