Câmara de vereadores de Florianópolis aprova moção de repúdio à CUT-SC

A maioria dos vereadores aprova mais um projeto de lei que tenta criminalizar as manifestações garantidas por lei. O vereador Bruno Souza (PSB), inimigo declarado dos trabalhadores e ligado ao MBL (o maior propagador de fake news do país), usou mais uma sessão ordinária da Casa para criar um clima de torcidas organizadas no parlamento e impor uma visão ideológica segregadora.

De conteúdo patético, o objetivo do PL que propôs uma moção de repúdio à Central Única dos Trabalhadores por chamar um “arrastão” para convocar trabalhadores à Greve Geral, foi claro: desqualificar e censurar o povo em suas manifestações legítimas. No caso a Greve Geral do último 19, chamada por diversas centrais sindicais e de enorme adesão. Essa agenda nacional de imposição de medo aos trabalhadores tenta evitar que os cidadãos entendam o golpe midiático, jurídico e legislativo que estamos vivendo.

No vídeo, a presidente da CUT-SC, Anna Júlia Rodrigues, e o vereador Lino Peres (PT) falam sobre a votação de hoje.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here