Caçando Carneiros, de Haruki Murakami

Por José Figueiredo

Divulgação

Caçando carneiros é um romance sobre a mudança e a aceitação dessas mudanças. Isto deve ficar claro desde o inicio da leitura. O narrador sem nome é um sujeito passando por uma grande transição na sua vida. Por um lado, acaba de se divorciar. De outro, sente-se entediado com o trabalho.

Esses dois pontos são importantes para entender o tipo de mudança e de perspectiva que Murakami nos dá no romance. Antes, porém, é melhor fazer um resumo do enredo.

Caçando um carneiro

Caçando Carneiros é basicamente o que o título propõe. O protagonista sem nome está levando a sua vida de boa até que recebe um telefonema incomum. Assim, ele é lançado num mundo cheio de mistérios e personagens estranhos em busca de um carneiro com uma estrela nas costas.

Primeiramente, não é qualquer tipo de personagem estranho que encontramos neste romance. O tipo é algo característico do autor, um tipo de estranheza que só pode ser comparado com os personagens dos filmes dos irmãos Cohen.

Temos um homem de terno pertencente a uma obscura e poderosa corporação de direita. O chefe dessa corporação que teve seu corpo tomado por um carneiro poderoso, um homem-carneiro que usa uma roupa com pele de carneiro, uma modelo de orelhas.

Nesse mundo estranho com personagens bizarros, a busca do protagonista pelo carneiro é o que o faz se locomover pelo Japão do final dos anos 70. No meio disso tudo, porém, algo mais acontece.

 

Um romance sobre mudanças

A maioria dos personagens centrais da trama tem por volta dos trinta anos. O narrador está prestes a completar trinta. Sua

namorada, a modelo de orelhas, também gira em torno dessa idade. O Rato, amigo do protagonista e quem manda uma misteriosa foto, acabou de completar a mesma idade.

O que isso significa?

Significa que o romance, além da busca por um carneiro com uma estrela nas costas e supostos poderes, é uma narrativa sobre

mudança. Mais precisamente, uma mudança de vida.

O narrador se sente perdido. Não gosta do trabalho, acabou de se divorciar, não entende muito bem a vida ou o que quer fazer com ela. Assim, suas ações e tomadas de decisões também refletem a mudança de perspectiva dessa idade.

Pode parecer bobo, porém chegar perto dos trinta muda muitas coisas na vida de um ser humano. Não se é mais tão jovem e a vida começa a pesar de uma forma estranha. O narrador sabe disso tudo, no entanto, como muitos, não sabe como agir.

Portanto, as mudanças pelas quais o protagonista de Caçando Carneiros passa são as que todos os adultos na faixa etária passam. Incerteza, medo, certa nostalgia. A juventude, por mais que esteja logo ali, é uma etapa vencida. A vida adulta, porém, se impõe com força.

Então, vale a pena ler Caçando Carneiros?

Sem sombra de dúvidas, sim. Caçando Carneiros é uma obra única em vários sentidos. Desde a sua atmosfera que muda conforma o romance avança, Haruki Murakami cria um mundo exótico e interessante para o leitor.

Dessa forma, o leitor aos poucos entra num mundo repleto de incertezas, personagens nada convencionais, seguindo uma trama estranha e ao mesmo tempo envolvente.

Além disso, não é um romance longo, principalmente comparado aos outros romances de Murakami. Assim, é uma boa pedida para quem nunca leu uma obra do autor japonês para ter um primeiro contato.

Enfim, Caçando Carneiros é uma boa história cheia de coisas estranhas. No entanto, uma ótima história, um ambiente envolvente e uma escrita típica de Murakami. Leia-o e não se arrependa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.