Bolsonaro soube há um mês que Trump não indicaria o Brasil para a OCDE

Governo pediu explicação aos EUA sobre falta de apoio e ouviu que o problema não era com o Brasil

Foto: Alan Santos/ Presidência

Veio à tona nesta quinta-feira (10) que o governo dos EUA se recusou a apoiar a tentativa do Brasil de ingressar na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Segundo a coluna de Mônica Bergamo, no entanto, Jair Bolsonaro (PSL) já sabia há um mês que Trump enviara uma carta à Organização endossando o ingresso apenas da Argentina e da Romênia, e procurou na época o governo norte-americano para ter explicações.

Ainda segundo a coluna, Jair Bolsonaro tinha a expectativa de que seu aliado Donald Trump apoiaria a entrada dos países na seguinte ordem: Argentina e Romênia em 2019, Brasil em maio de 2020 e Peru em dezembro, e a Bulgária, em maio de 2021.

Preocupação

No entanto, não foi o que aconteceu. Ao buscar os EUA, o governo de Bolsonaro ouviu que o problema não era com o Brasil e sim com uma expansão desenfreada de membros sem que a OCDE seja reformada. Uma das preocupações dos EUA é com o fortalecimento da União Europeia na entidade.

Uma carta da OCDE chegou ao governo estadunidense confirmando a ordem, aprovando apenas Argentina e Romênia na entidade. A mensagem contradiz a posição pública dos EUA sobre o assunto. Em março, o presidente Donald Trump disse em entrevista coletiva conjunta com Bolsonaro na Casa Branca, que apoiou o Brasil na adesão ao grupo de 36 membros. Em julho, o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, reiterou o apoio de Washington ao Brasil durante uma visita a São Paulo.

 

Campanha de Financiamento Coletivo para não esquecer da Novembrada. Faça como os apoios institucionais da Apufsc Sindical, Fecesc, Editora Insular, Sinergia, Sintram/SJ, Sintespe, Sinasefe, Sindsaúde, Sintrasem e Sinte e apoie a realização do “Quarenta” você também. Para contribuições individuais, clique em catarse.me/quarenta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.