Beijaço em Florianópolis

Publicado em: 15/05/2011 às 16:24
Beijaço em Florianópolis

Redirecionado por Urda Klueger.

“Beijaço” contra homofobia reuniu cerca de 150 pessoas em frente à Catedral de Florianópolis

Protesto contra homofobia gerou manifestação de jovens católicos

Cerca de 150 pessoas participaram do “beijaço” contra a homofobia marcado para o final da tarde desta a sexta-feira em frente à Catedral de Florianópolis.

Nomeada “Um beijo a Bolsonaroo ato contra a intolerância sexual e racial foi marcado por outra manifestação, de jovens católicos. Enquanto os participantes do primeiro protesto beijavam-se na Praça XV os outros rezavam em frente a igreja.

A manifestação foi motiva da pelos comentários do deputado federal Jair Bolsonaro, do Rio de Janeiro, que criou um panfleto sobre a sua opinião homofóbica e deu declarações sobre as escolhas sexuais da população.

Alunos de Artes Cênicas, da Udesc e Ufsc, promoveram a ação, chamando vários casais homossexuais, bissexuais, brancos e negros para que se beijassem ao mesmo tempo.

A organizadora do beijo coletivo, aluna de Artes Cênicas da Udesc, Renatha Lino, reiterou que o movimento foi pacífico e não se tratou de um protesto mas de uma performance artística. Na avaliação da organização 250 pessoas participaram do evento.

 

Deixe uma resposta