Assentamento recebe educandos de especialização em Arte no Campo

Publicado em: 15/01/2014 às 14:42
Assentamento recebe educandos de especialização em Arte no Campo

Por Renato Grecchi.

udesc 2Nesta quarta-feira (13), começou o 3° módulo do curso de especialização em Arte no Campo, no Assentamento José Maria, em Abelardo Luz (SC).

Essa é a primeira vez que as aulas acontecem no assentamento, já que os dois primeiros módulos foram realizados no Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina (CEART/UDESC), em Florianópolis, entre os meses de setembro e outubro deste ano.

Cerca de 80 pessoas estão alojadas no centro de eventos do assentamento, entre educandos, educadores e a equipe de organização do curso, que incluem bolsistas do projeto, cozinheiras locais e educadoras infantis.

Parte da turma, que realiza a disciplina Experimentações Teatrais na Escola junto à professora Márcia Pompeo, promoveu um trabalho com os estudantes das escolas do ensino médio e fundamental, Paulo Freire e José Maria.

Na manhã desta quinta-feira (14), os educandos apresentaram aos estudantes da escola duas cenas criadas nos módulos anteriores, que contavam suas histórias pessoais.

As crianças também puderam participar de exercícios teatrais, além de cirandas com os músicos Tião Carvalho e Pedro Curi.

O restante da turma, que realiza a disciplina de Laboratório de Criatividade 2 com o professor Kinceler, trabalharam a Arte Relacional, com descontinuidades da arte no espaço do campo. Divididos em pequenos grupos, os educandos construíram obras usando a natureza local.

Já nesse módulo, os educandos terão as disciplinas de Metodologia de Planejamento e Pesquisa e Oficina de Mapeamento, com os professores Tereza Franzoni e Douglas Ladik Antunes.

Nesta sexta-feira (15), acontece a Noite Cultural, organizada pelo Núcleo de Base Patativa do Assaré.

As aulas seguem até sábado, (16). O próximo modulo está previsto para acontecer em Florianópolis, em fevereiro de 2014, logo após o 6° Congresso Nacional do MST.

Fonte: Página do MST.

Deixe uma resposta