Ação policial em Pinheirinho repercute na mídia internacional

Foto: Divulgação/Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos

Da Redação.

A ação brutal da Polícia Militar de São Paulo e da Guarda Municipal de São José dos Campos na desocupação das mais de 6 mil pessoas que viviam na comunidade do Pinheirinho ganhou repercussão na mídia internacional. As redes de televisão TeleSur (Venezuela), Al Jazeera (Catar) e o jornal britânico The Guardian deram destaque à repressão que se abateu sobre os moradores do local, que foram expulsos de suas casas na manhã do último domingo (22), numa ação de reintegração de posse coordenada pela PM paulista com o aval do Tribunal de Justiça de São Paulo.

A TeleSur, canal público da Venezuela, enfatiza que um menino de três anos teria morrido durante a invasão da polícia em Pinheirinho. O repórter informa que “a operação, dirigida pelo governador de direita Geraldo Alckmin, mobilizou mais de dois mil policiais”. O telejornal da TeleSur, que dedica quase dez minutos ao tema, ainda realiza uma entrevista ao vivo com Elena Silvestre, integrante da Frente de Resistência Urbana, que denuncia que um menino de três anos faleceu ao ser atingido por tiros.

O correspondente da rede Al Jazeera em São Paulo, Gabriel Elizondo, passou o dia de segunda-feira (23) numa igreja convertida em abrigo conversando com os moradores expulsos de suas caras e relatando as informações em seu perfil no Twitter. “Nesse momento estou numa igreja em São José dos Campos. Eu diria que há cerca de mil pessoas, na maioria crianças e mulheres”, comentou.

Foto: Reprodução TeleSur

Na reportagem, a Al Jazeera exibe imagens da ação policial e mostra a situação dos moradores, que, em muitos casos, não puderam retirar os pertences de suas casas, sendo obrigados a sair apenas com as roupas do corpo e os documentos. “Não nos deixam entrar em casa. Nosso dinheiro, nossos documentos e nossos remédios estão todos lá”, lamentou um morador.

Já o jornal britânico The Guardian ressalta a resistência da população de Pinheirinho, que, na semana passada, na iminência de uma ação policial para expulsá-los de suas casas, haviam se armado com tudo o que puderam encontrar – paus, escudos de latão, canos de PVC -, dispostos a enfrentar fisicamente a polícia. “A luta contra o despejo em Pinheirinho pode servir de inspiração”, diz o título da reportagem.

O jornal informa que as fotografias dos moradores armados para enfrentar a polícia e resistir contra a desocupação “se espalharam rapidamente pelo mundo”. “Despejos em favelas não são incomuns no Brasil, mas esse atraiu a atenção internacional”, descreve a reportagem, escrita por Rodrigo Nunes.

Foto: Reprodução/The Guardian

 

O jornalista conta que foi graças às redes sociais que a informação sobre a desocupação em Pinheirinho repercutiu mundialmente, lembrando que a hashtag #Pinheirinho ficou no topo dos assuntos mais comentados no Twitter durante algumas horas. O texto do The Guardian destaca, ainda, a relação entre a mídia brasileira e o PSDB, partido que governa o estado de São Paulo e a prefeitura de São José dos Campos.

“A mídia corporativa brasileira, que tem laços históricos com o partido no poder no estado e na prefeitura, divulgou o caso de maneira sutil: deram manchetes para uma van de uma emissora de televisão na qual colocaram fogo, enquanto deram menos atenção às casas dos moradores que estavam em chamas”, avalia o repórter.

Vídeos mostram imagens da repressão policial e situação dos moradores nos abrigos

Um vídeo produzido pelo Coletivo de Comunicadores Populares mostra imagens da ação policial em Pinheirinho e traz depoimentos de moradores expulsos de suas casas e despejados em abrigos – dois ginásios e uma igreja -, muitos sem ter para onde ir. O vídeo mostra também a relação entre o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury (PSDB) e a Justiça paulista, que avalizou toda a operação.

Outro vídeo mostra quando um grupo de policiais militares cruza com um cidadão negro. Ele levanta as mãos para cima, sem apresentar qualquer tipo de ameaça ao trabalho dos policiais, sofre diversos golpes de cassetete.

Policiais agridem homem no Pinheirinho, em São José dos Campos (SP) por perolasnatv noVideolog.tv.

Fonte: Sul 21.
http://desacato.info
twitter @desacatobrasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.