9 verdades e uma mentira. O que há por trás desse ‘inocente’ joguinho do Facebook

9-verdades

O Facebook não dá ponto sem nó e é uma perfeita fábrica de fazer dinheiro – e não apenas isso. O Facebook tem um projeto messiânico de ser o provedor total de informações do planeta e também de levar seu fundador Mark Zuckerberg à presidência dos Estados Unidos.

Mas isso é assunto para outra(s) postagem(ns). O assunto é o tal joguinho das 9 verdades e uma mentira. Aparentemente um joguinho bobo. Mas, só aparentemente.

Acontece que desde a eleição de Trump o Face foi acusado de espalhar notícias falsas (as fake news). Zucka a princípio negou, mas a pressão foi grande e ele cedeu e resolveu que o aplicativo vai combater as fake news. Para isso convocou um exército de milhões de pessoas para trabalharem de graça para ele e o ajudarem no projeto. Foi assim que surgiu o “inocente” joguinho:

Vendo que não tinha mais como tergiversar, Z mandou seus blue caps meterem mãos à obra. O problema era (é) ensinar o algoritmo a identificar mentiras. Como resolver, se mentira só se identifica se confrontada com a verdade e só funciona se não apresentar-se como mentira?
 
“E se a gente induzir as pessoas a mentirem, mas dizendo que estão mentindo?”, pensou alto um/a cara.  Eureka! Estava criado o joguinho “9 verdades e 1 mentira”. 
 
Agora, o algoritmo tem um gigantesco banco de dados para comparar como as pessoas escrevem quando mentem e quando escrevem a verdade. Mais. Sabe também que tipo de mentira é mais ou menos crível – dado que as pessoas ficam tentando acertar o que é mentira.
 
O resto é mole, é só força bruta computacional e muita linha de código. Ah, eles iam ter que fazer alguma parte do trabalho, né? [Fonte: Coleguinhas]

Verdade ou mentira?

Fonte: Blog do Mello.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login