Vivas a todos os professores conscientes e combativos

8edit
Dia do professor e a luta permanente pela valorização da educação. Foto: Julia Saggioratto.

Por Tony Silva.*

Ser professor em tempos de Mendonça Filho!

Em junho passado, me dei conta de de que completei 19 anos como “prôfi”. Nesse tempo todo já chorei por vários motivos, já sorri. Já fui odiado, já fui amado (verdade), fiz uns 5 BOs, mas também recebi recados de agradecimento. Já vi gente dizendo “professor, eu não quero ser como a Macabea” (aquela personagem da Clarice Lispector), tive rompantes de alegria com gente que passou a acreditar mais em si, remando contra a maré da escola pública, onde o sistema escroto trata o aluno como um vira-lata. E isso é massa, talvez o melhor de tudo! Já vi sair “coelho da cachola” onde todo mundo dizia “esses alunos não querem nada com nada”, quando, às vezes, quem não quer…deixa pra lá! Já dei aulas de grátis aos sábados, nos feriados, fora do horário, por causa de um negócio idealista, romântico, bobo, mas que depois de tanto tempo ainda me contagia….Quando não sentir mais isso, eu juro que vou procurar outra coisa pra fazer! Ganho menos que um motorista de ônibus, menos do que o caixa do meu banco…e ainda tenho que ler o ministro da educação dizer que o professor é um fardo para o país…(ô, Mendonça Filho, por que não te calas?!). Já dei aula pra curumins, pra outros professores, pra universitários. O que mais me comoveu e me comove? Os olhares! O olhar de quem vê na educação um caminho pra vida! Nós, pobres mortais, só temos a educação! Então eu desejo que ninguém nos tire isso, eu rogo para que o Mendoncinha não seja capaz de nos surrupiar isso!

Segue a lida…
Feliz Dia do Professor!

*Tony Silva é Professor em Manaus

Fonte: https://www.facebook.com/dori.carvalho.3/posts/10154722300353945

Você precisa estar logado para postar um comentário Login