Vídeo: Ao lado de Onyx, Bolsonaro diz que vai resolver casos de corrupção com “voadora no pescoço”

Bolsonaro ainda disse que seu governo não está imune de corrupção e que "pode ser que aconteça algum caso, sim"

Por Luisa Fragão.

Durante coletiva de imprensa em evento nesta segunda-feira (12) na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, o presidente Jair Bolsonaro respondeu ao repórter Lennon Haas, da Rádio Camaquense, que seu governo não está imune à corrupção, mas que se acontecer, “vai ser voadora no pescoço”.

O repórter questionou o presidente sobre o que o governo estaria fazendo de diferente com relação aos anteriores para ter concluído as obras da estrada BR-116. Como resposta, Bolsonaro diz “não petralhar” e “não deportar dinheiro em paraíso fiscal”, mas que seu governo não está imune à corrupção e que pode vir a acontecer casos.

Leia mais: Empresa acusada de ligação com clã Bolsonaro fechou acordo ilegal de energia com o Paraguai

Na ocasião, Jair Bolsonaro falava ao lado de seu ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

Em diálogo da Vaza Jato revelado pelo site The Intercept no Twitter nesta segunda-feira (12), o procurador-chefe da Lava Jato, Deltan Dallagnol, confirmou que sabia desde antes de abril de 2017 do envolvimento de Onyx no recebimento de propina no lobby das chamadas “10 Medidas contra a Corrupção”, proposta pela Lava Jato. Fato foi ignorado por Dallagnol, que “fingiu” que não sabia do envolvimento.

 

 

Leia mais:Dallagnol articulou movimentos de rua contra o STF um dia após a morte de Teori Zavascki

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.