Vereadora apresenta moção de repúdio aos parlamentares catarinenses que votaram pelo arquivamento da denúncia contra Temer

Publicado em: 09/08/2017 às 16:04
Vereadora apresenta moção de repúdio aos parlamentares catarinenses que votaram pelo arquivamento da denúncia contra Temer

Por Claudia Weinman, para Desacato. info. 

A Vereadora Maria Tereza Capra (PT) apresentou na noite de terça-feira, dia 09 de agosto de 2017, no plenário da Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste/SC, uma moção de repúdio aos parlamentares catarinenses que têm se manifestado favoráveis às reformas e projetos do Presidente Michel Temer (PMDB). A última manifestação dos deputados em benefício de Temer segundo Maria Tereza, foi na votação que resultou no arquivamento da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente acusado de corrupção passiva junto com o seu ex-assessor Rodrigo da Rocha Loures (PMDB-PR) no dia 02 de agosto, quando 263 votaram com o relatório do deputado Abi-ackel (PSDB-MG), a favor do arquivamento da denúncia e 227 votaram não ao arquivamento.

Segundo Maria Tereza, os deputados da região João Rodrigues (PSD), Celso Maldaner (PMDB), Valdir Colatto (PMDB), João Paulo Kleunubing (PSD) Rogério Peninha (PMDB), Cesar Souza (PSD), Marco Tebaldi (PSDB), Ronaldo Benedett (PMDB), e Mauro Mariani (PMDB), são também responsáveis pelo arquivamento da denúncia contra Michel Temer. “O povo está estarrecido com a forma como o governo Temer e principalmente ele, conseguiu reverter a situação na Câmara Federal, proibiu-se a Procuradoria Geral da República de fazer a investigação e os Catarinenses contribuíram para isso, por isso temos que repudiar essa conduta”, argumentou.

Ainda conforme a Vereadora, a moção apresentada na noite de ontem será encaminhada ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Ela explica que a proposição foi subscrita pelos Vereadores Cássio da Silva (PMDB), Carlos Grassi (PP), José Giovenardi (PR) e Vanirto Conrad (PDT). Os votos contrários foram de Odemar Marques (PDT), Everaldo Di Berti (PSD) e Vagner Passos (PSD). O Vereador José Elias Araújo do Rosário (PSD) não votou e saiu antes do término da exposição do documento. A moção foi então aprovada.

Você pode acompanhar as entrevistas com a Vereadora acessando os vídeos:

Pedido de ‘desculpas’ aos deputados

Em entrevista, Maria Tereza lembrou ainda que há algumas semanas parte desses deputados catarinenses estiveram na Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste, participando de uma audiência pública e foram escrachados pela comunidade que reagiu aos posicionamentos de deputados como Celso Maldaner (PMDB), Valdir Colatto (PMDB) e João Rodrigues (PSD). Relembre o momento:

Na sessão seguinte, uma parte dos vereadores de São Miguel do Oeste fizeram um pedido de desculpas aos deputados “pela forma com que foram recebidos”. Segundo Maria Tereza, a moção apresentada na noite de ontem representa mais uma ação de resistência e repúdio a essas atitudes. Ela acredita que a comunidade não tem o dever de pedir desculpas por uma ação legítima. “Quem se dá o respeito não vota desse jeito, como fizeram os deputados catarinenses, apoiando o arquivamento de uma denúncia. Se eles se sentiram ofendidos vindo aqui e tendo recebido vaias, imagina o que a comunidade está pensando agora quando estes decidem junto à maioria da bancada barrar um processo de investigação”, finalizou.

Fotos e vídeos: Paulo Fortes, Eliezer A. de Oliveira e Claudia Weinman.

Mais informações:

Portal Desacato é acusado de terrorismo e violência por vereadores do Oeste

Vídeo: Jornalista Elaine Tavares solidariza-se com Portal Desacato

Deixe uma resposta