Venezuela anuncia captura de mais três acusados de envolvimento em atentado contra Maduro

Foto: Captura de tela Youtube

O ministro de Comunicação, Cultura e Turismo da Venezuela, Jorge Rodríguez, disse neste domingo (23/09) que as autoridades do país capturaram mais três acusados de estarem envolvidos no atentado frustrado contra o presidente Nicolás Maduro no último dia 4 de agosto. Entre eles, está o que seria o “líder” do ataque.

O venezuelano Henryberth Enmanuel Rivas Vivas foi preso na madrugada deste sábado (22/09), disse Rodríguez. Ele foi localizado com a ajuda de drones, de acordo com o ministro. Os equipamentos capturaram a radiação emanada do calor humano e permitiram constatar o momento em que Rivas estaria tentando pular a cerca da casa onde, segundo o governo, estava escondido.“Por meio dos drones [utilizados pela polícia], os efetivos que fizeram a captura puderam, por rádio, ser informados a direção para onde se dirigia o terrorista, codinome ‘Morfeo’”, disse. De acordo com Rodríguez, uma das tarefas de Rivas seria gravar o assassinato de Maduro e difundi-lo em redes sociais e órgãos de imprensa internacionais.

“Foi uma ação premeditada e muito bem planejada do que poderíamos considerar o estilo colombiano de atuar por meio de explosivos. Foi um ato dividido em 12 sequências e a sequência número 11 correspondia à explosão de ambos os drones”, afirmou.

Além dele, foram presos também Ángela Lisbeth Expósito Carrillo, condinome “La Perrera”, e o coronel aposentado Ramón Santiago Velasco García, codinome “Corocoro”. Expósito Carillo é acusada de esconder Rivas em casa.

Até o momento, 28 pessoas foram presas por suposto envolvimento no atentado.

Ataque

Maduro não se feriu no ataque, que foi realizado com drones. No momento do atentado, o presidente discursava em um palco na avenida Bolívar, centro de Caracas, durante as comemorações do 81º aniversário da Guarda Nacional Bolivariana.

No entanto, ao menos sete funcionários do governo ficaram feridos.

O evento era transmitido ao vivo pela TV. Nas imagens, vê-se que Maduro e os outros participantes no palco inicialmente se assustam com as explosões, sendo retirados posteriormente do local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.