Uruguai: Ex-presidente será julgado por crimes na ditadura

Publicado em: 24/01/2014 às 06:43
Uruguai: Ex-presidente será julgado por crimes na ditadura

image54981O presidente do Uruguai José Mujica e o ministro da Defesa, Eleuterio Huidobro, assinaram, nesta segunda-feira (20), uma resolução determinando que o ex-ditador Gregorio Álvarez — de 88 anos, que governou o país de 1981 e 1985 — condenado pelos crimes cometidos durante a ditadura militar (1973-1985), será julgado pelo Tribunal de Honra das Forças Armadas.

Tal medida poderá fazer com que seja rebaixado e tenha sua pensão suspensa, como foi divulgado nesta terça (21) pelo diretor de Assuntos Jurídicos, Notariais e de Direitos Humanos, Roberto Caballero.

O tribunal vai julgar “sua conduta moral e seu comportamento ético e se concluir que não representou as Forças Armadas com honestidade e ética profissional, as sanções podem chegar à perda de sua aposentadoria e do direito do uso de seu uniforme ou de ser atendido no hospital militar”, acrescentou Caballero.

O ex-general Gregorio “Goyo” Álvarez, que foi comandante-em-chefe do exército uruguaio entre 1978 e 1979, e governou o país entre 1981-1985, está preso desde 2007 e foi processado e condenado em 2009 a 25 anos de prisão pela morte de 37 opositores em 1977 e 1978.

Com informações da Agência Efe

Fonte: Portal Vermelho.

Foto: Efe

Deixe uma resposta