Universidade em SC cria sorvete que ameniza os efeitos da quimioterapia

fotos: reprodução/divulgação

Por Vitor Paiva.

Na infância, muitas vezes o sorvete é utilizado como prêmio para quando a criança se comporta bem em uma consulta médica ou no dentista, por exemplo. Tal premissa compensatória faz sentido: um sorvete é algo tão delicioso que é capaz de convencer a mais arredia das crianças a colaborar em um exame ou procedimento. Pois pesquisadores da Universidade de Santa Catarina decidiram se valer dessa prerrogativa para ir além da mera compensação – e desenvolveram um sorvete que ameniza os efeitos colaterais em pacientes durante as sessões de quimioterapia.

fotos: reprodução/divulgação

A ideia é que o sorvete aja especialmente contra alguns efeitos específicos, como as náuseas, perda de apetite e as feridas que comumente aparecem na boca do paciente e dificultam ainda mais o processo de alimentação. O sorvete vem nos sabores chocolate, morango e limão, e funciona como um complemento alimentar. A receita traz, além de frutas, outros ingredientes singulares, como azeite de oliva, gordura de alto valor nutricional, e proteína.

O alimento foi testado durante um ano no Hospital Universitário da UFSC, com resultados bastante positivos.

fotos: reprodução/divulgação

O sabor facilita a ingestão com as náuseas, o gelado ameniza as feridas bucais, e os ingredientes oferecem justamente os nutrientes que os pacientes tanto precisam, fazendo com que o sorvete funcione de fato como um suplemento alimentar. Para além, no entanto, do efeito medicinal que a novidade traz, há um complemento emocional importante: tudo fica melhor com um sorvete delicioso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.