Tucano afirma que não deixará relatoria da denúncia contra Temer

Bonifácio de Andrada afirmou que agirá com isenção e de acordo com o interesse público. “Quem vive na vida pública está permanentemente submetido a toda espécie de pressões, e eu estou há 50 anos na vida pública”, disse. “Não vou comentar questão político-partidária”, continuou.

O tucano afirmou que já está lendo as 260 páginas da Solicitação de Instauração de Processo (SIP) 2/17, além dos anexos. Na peça, a Procuradoria-Geral da República acusa Temer, os dois ministros e outros políticos do PMDB de participar de um suposto esquema com objetivo de obter vantagens indevidas em órgãos da administração pública. Em nota, o Palácio do Planalto rechaçou as acusações.

Cabe à Comissão de Constituição e de Justiça da Câmara elaborar e votar parecer que poderá ser pela aceitação ou arquivamento da denúncia. No entanto, independentemente do resultado do colegiado, a decisão final sobre a abertura ou não de investigação contra o presidente da República pelo Supremo Tribunal Federal cabe ao Plenário da Câmara, que necessita de 342 votos favoráveis para dar seguimento à análise da denúncia encaminhada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o peemedebista.

Fonte: Portal Vermelho. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.