Trump aumenta o cerco e congela bens da Venezuela

Foto: NASA / Aubrey Gemignani

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump ordenou nesta segunda-feira (5) o congelamento de todos os bens e ativos da Venezuela nos Estados Unidos. Uma ofensiva que aperta o cerco contra Caracas, afetando ainda mais a combalidada economia do país e a população.

“Decidi que é necessário bloquear as propriedades do governo da Venezuela devido à continuação da usurpação do poder pelo regime ilegítimo de Nicolás Maduro”, disse Trump em carta à presidente da Câmara de Representantes, a democrata Nancy Pelosi.

Leia mais: Uruguai alerta seus cidadaõs sobre os perigos de viajar aos Estados Unidos

A determinação afeta “todos os bens e interesses de propriedade do governo da Venezuela nos Estados Unidos”, ativos que a partir de agora “estarão bloqueados e não poderão ser transferidos, pagos, exportados, retirados ou administrados”.

Leia mais: Venezuela: O naufrágio de Juan Guaidó

A medida também proíbe transações com as autoridades venezuelanas cujos ativos estejam bloqueados. Finalmente, veta a concessão ou recepção de “qualquer contribuição ou provisão de fundos, bens ou serviços por ou para o benefício de qualquer pessoa cujas propriedades e interesses estejam bloqueados”.

The Wall Street Journal destacou que Washington não aplicava tal medida a um governo do Hemisfério Ocidental há mais de 30 anos, e que as restrições colocam a Venezuela no mesmo patamar de Coreia do Norte, Irã, Síria e Cuba.

Os Estados Unidos lideram a pressão internacional para a derrubada do governo de Maduro.

*Com informações de agências internacionais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.