TRF-4 cria novas regras internas e monta operação de guerra para julgar Lula na quarta-feira

Servidores que não forem trabalhar durante o julgamento não poderão ir até o prédio e cumprirão expediente atuando em casa. Todos os prazos processuais do dia estarão suspensas

Foto: Guilherme Santos / Sul21

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) vai montar um esquema especial, nesta quarta-feira (27), para o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do sítio de Atibaia. Servidores que não forem trabalhar durante o julgamento não poderão ir até o prédio e cumprirão expediente atuando em casa. Todos os prazos processuais do dia estarão suspensas.

A imprensa poderá entrar no tribunal, mas não será permitido acompanhar o julgamento. Só estarão autorizados a ingressar na sala de audiência as partes do processo e seus advogados. Porém, o julgamento seria transmitido pela internet, no canal do TRF-4 no Youtube.

O julgamento foi confirmado depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, decidiu, nesta segunda-feira (25), manter o julgamento da apelação da defesa do petista contra a condenação no processo do sítio em Atibaia.

Leia aqui a portaria sobre a determinação do TRF-4 para o dia do julgamento de Lula.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.