Transexual do MS é o primeiro do país a trocar o nome em documento sem a necessidade da cirurgia

Durante todo o processo de mudança visual, o autônomo Kaio Arantes Borges contou com a ajuda da namorada Bruna Nunes de Souza.

Kaio Arantes Borges resolveu mudar seu nome na certidão de nascimento e, nesta quarta-feira (21), conseguiu seu objetivo e foi ao cartório de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, para buscar o novo documento. Com isso, ele se tornou o primeiro transexual do Brasil a ter o documento sem a necessidade de se submeter à cirurgia de mudança de sexo. A decisão foi do Supremo Tribunl Federal (STF).

Segundo reportagem de Maureen Mattiello, da TV  Morena, e divulgada no G1, Kaio comemorou o fato e comentou: “Tem hormonização, que a gente passa por esse processo, vou ao psicólogo porque é bom conversar sobre o processo”, disse. O namoro com Bruna Nunes de Souza ajudou na luta que enfrentou durante todo o processo de mudança visual, que começou há três anos. “É normal, porque eu gosto da pessoa”, contou a namorada. Ambos são trabalhadores autônomos.

Aos poucos foi conquistando o apoio e respeito de todos. “Foi tudo tranquilo. A única preocupação foi com a transformação do Kaio, porque eu fiquei com medo em relação à saúde dele. Até comentei com ele, mas foi tranquilo porque foi com médico e psicólogo e tudo mais”, afirmou Vera Lúcia Poletto, mãe de Kaio.

A decisão do STF abriu a possibilidade de pessoas como o Kaio terem registro civil, mudando nome e sexo. “É um grande avanço para a sociedade, não só para a população LGBT, mas para a sociedade entender que a população LGBT deve ser respeitada conforme ela se apresenta para nós hoje”, explicou o subsecretário de Políticas Públicas LGBT, Frank da Cunha Barbosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.