Tiffany Abreu acerta com o Bauru e será a 1ª jogadora transexual da Superliga de vôlei

Publicado em: 07/12/2017 às 16:37
Tiffany Abreu acerta com o Bauru e será a 1ª jogadora transexual da Superliga de vôlei

A jogadora de vôlei Tiffany Abreu – que fez história ao se tornar a primeira mulher transexual a atuar no vôlei feminino com autorização do FIVB – voltou a romper barreiras. Ela acaba de assinar contrato com  Vôlei Bauru e estará na Superliga 2017/2018, informou o site Melhor Do Vôlei.

Tiffany, que jogou no clube Golem Software Palmi da segunda divisão italiana, entrou no time de Bauru em julho deste ano e treina regularmente com o elenco de mulheres cisgêneras.

Em entrevista a site, ela declarou que está feliz com o acerto, porque além de voltar a atuar no Brasil, vai poder estar mais próxima dos familiares. Ela também diz que a expectativa é ótima e que tem sido muito bem recebida pelo time, torcedores e times adversários.

Ainda não há data certa para a estreia, mas ela pode jogar contra o São Cristóvão Saúde/SãoCaetano no domingo (10), às 13h, no Ginário Panela de Pressão, caso todos os trâmites necessários para a regularização na Confederação de Voleibol (CBV) sejam concluídos em tempo hábil. “Estou esperando que consiga desempenhar bom papel”, declarou.

Vale dizer que antes de passar pelo chamado “processo transexualizador”, Tiffany chegou a dispitar em edições masculinas da Superliga A e B no Brasil e da Indonésia, Portual, Espanha, França, Holanda e Béliga. Neste ano, após passar pela cirurgia de redesignação genital, ela foi autorizada pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB) para competir em ligas femininas.

“Sou tratada como qualquer outra jogadora, inclusive podendo ser submetida aos exames antidoping”, explica. “São leis internacionais seguidas por todas as equipes do mundo que disputam competições mundiais e olímpicas e, por isso, estou apta a jogar em qualquer país do mundo”.

Fonte: NLucon

Deixe uma resposta