Sonora Festival Internacional de Compositoras – Edição Itajaí

O “Sonora” é um festival internacional de composição feminina, que teve origem no Brasil em 2016 e este ano já está em 74 cidades de 16 países.

 

É organizado de forma colaborativa por compositoras, musicistas, produtoras e outras profissionais ligadas à música e à produção de eventos. Existe uma grande rede de mulheres trabalhando pelo Sonora, espalhadas pelo mundo.

 

O festival teve origem na hashtag #mulherescriando, que foi uma iniciativa da musicista mineira Deh Mussulini para romper o imaginário de que existem poucas compositoras, ou seja, mulheres que criam sua arte sonora.

 

O “Sonora” foi criado para que mulheres no mundo inteiro apresentassem com confiança seus sentimentos e opiniões através da música.  Por meio de shows e outras atividades, o Sonora constitui um lugar tanto de divulgação e exposição das potencialidades individuais das autoras, como também um espaço de reflexão coletiva, que promove o encontro de compositoras das várias vertentes e gêneros musicais.

 

O ensejo do festival é dar visibilidade, promover e legitimar a presença da mulher compositora, empoderando-a artística, profissional e economicamente.

 

Sonora em Santa Catarina

 

Nos anos de 2016 e 2017, a capital do estado de Santa Catarina, Florianópolis, foi um dos palcos brasileiros a abrigar o festival. Porém, por apresentar grande diversidade de talentosas compositoras e por um esforço coletivo de mulheres da área da música, a edição 2018 acontecerá também nas cidades de Itajaí, Joinville e Içara.

 

O Coletivo Sonora Itajaí, formado por compositoras, musicistas e produtoras de Itajaí e Balneário Camboriú realizará um fim de semana voltado à música feita por mulheres, dias 10 e 11 de novembro, utilizando um espaço público cultural de Itajaí, a Casa de Cultura Dide Brandão, e contando com apoio e parceria de entidades culturais como a Fundação Cultural de Itajaí, o Conservatório de Música Popular de Itajaí Carlinhos Neuhes, as escolas de música de Balneário Camboriú e Itajaí, além da rede hoteleira e de restaurantes.

 

No primeiro dia, 10 de novembro, acontecerá a Mostra Oficial de Compositoras do Sonora Festival Internacional de Compositoras no Calçadão da Hercílio Luz, em frente à Casa de Cultura Dide Brandão a partir das 10h da manhã. Compositoras de toda Santa Catarina podem se inscrever até o dia 31 de outubro pelo formulário digital que está sendo divulgado nas redes sociais do Sonora Itajaí (@sonoraitajai no Facebook e Instagram). A curadoria especializada, formada por integrantes da produção do evento e representantes da Fundação Cultural de Itajaí, irá selecionar as compositoras até o dia 02 de novembro. Todos os estilos de música serão bem vindos no Festival que visa também abranger todas as mulheres, sejam estas negras, brancas, indígenas, homossexuais, cis ou transgênero. Diversidade e representatividade será levada em conta.

 

No mesmo dia, 10 de novembro, haverá programação na Casa de Cultura Dide Brandão no período da tarde e da noite com Bianca Gismonti, filha de Egberto Gismonti. Bianca é pianista desde os 15 anos e compositora de reconhecimento internacional e vem ministrar dois workshops com seu Trio: “Ritmos Brasileiros na Música de Gismonti” e “Composição e Desenvolvimento Musical”. Os dois workshops acontecem em sequência, a partir das 15h, no Teatro da casa de Cultura Dide Brandão, num oferecimento do Conservatório de Música Popular de Itajaí Carlinhos Neuhes. Os workshops têm entrada franca. E às 20h Bianca Gismonti Trio apresenta o Show “Primeiro Céu”. Ingressos já estão à venda pelo Sympla.   

 

A programação do segundo dia, 11 de novembro, iniciará às 10h com a Oficina “Alma na Voz e Mãos no Tambor”, de Ana Paula da Silva, na Casa de Cultura Dide Brandão. As inscrições já estão abertas pelo Sympla ou com a organização do Sonora Itajaí. Às 15h acontecerá uma Roda de Conversa com o tema “Os Desafios da Mulher Na Música em SC” com mulheres compositoras da cena catarinense. Presenças já confirmadas Tatiana Cobbett, Ana Paula da Silva e Dandara Manoela. Logo após a Roda de Conversa, das 17h às 19h, o Sonora Festival Internacional de Compositoras – Itajaí promoverá um Café-Bazar-Palco Aberto que será um momento de integração, troca de ideias, venda de cds e outros objetos de arte, artesanato, fotografias, moda, adereços, todos produzidos por mulheres. Haverá um palco aberto para manifestações artísticas de todos os tipos. A Roda de Conversa e o Bazar-Café-Palco Aberto são programações abertas ao público, com entrada franca.

Toda a programação do Sonora Itajaí e mais informações sobre os eventos estão sendo divulgadas nas redes sociais do Sonora Itajaí (@sonoraitajai no Facebook e no Instagram)

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.